Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#60461
No dia 13 de março, o Brasil ficou marcado pelo assassinato de alunos na escola Raul Brasil, em São Paulo, o que reacendeu a discussão em torno de um dos mais graves problemas para a sociedade: o "bullying". Com efeito, a perpetuação da intimidação sistemática, causa do ocorrido no dia 13 de março, representa obstáculos às escolas e dificultam o convívio social estável. Nesse sentido, há de se desconstruir tais ações e a omissão do corpo escolar.

Sob uma primeira análise, a violência nas escolas evidenciam a maldade humana. A esse respeito, a filósofa Hannah Arendt criou o conceito de Banalidade do Mal, segundo o qual as atitudes cruéis são parte do cotidiano moderno. Nesse viés, substancial parcela dos estudantes manifestam na prática a cultura de hostilidade definida por Arendt, o que motiva os casos de "bullying". Dessa forma, enquanto, no ambiente escolar a Banalidade do Mal for a regra, a paz será a exceção.

De outra parte, a omissão da escola dá lugar aos constantes casos de evidência no contexto escolar. Nesse sentido, a produção ficcional norte-americana, "13 reasons why" (os 13 porquês), mostra os motivos que fizeram uma estudante tirar a própria vida, e a omissão desse caso por parte do diretor, com isso as denúncias da menina só passam a ser vistas quando sua mãe decide processar a escola. Sob essa perspectiva, percebe-se a omissão escolar sobre os atos de ódio dos estudantes, tal como representado na série. Assim, enquanto o descaso da escola se mantiver, o Brasil estará distante da inclusão dessa parcela da sociedade.

Para mitigar, portanto, as diversas fases do assédio sistemático nas instituições de ensino, os cidadãos devem repudiar a cultura de violência - ligada à natureza humana - e comum entre os estudantes, através de debates nas mídias sociais, com a finalidade de evitar problemas. A direção escolar, por sua vez, pode disponibilizar aos professores e pais, aulas a respeito dessa hostilidade presente nos alunos, por meio de palestras com psicólogos, com a finalidade de combater o "bullying" escolar no Brasil. Assim, ações como a ocorrida na escola Raul Brasil, não acontecerá mais.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Boa noite, Luffynho ! Isso aí, continue pr[…]

Opa, Rod23 , claro! Tenho alguns textos para corr[…]

Depois da revolução industrial, os s[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM