Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58598
A Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1994, defende a manutenção do respeito entre povos de uma mesma nação. No entanto, no cenário brasileiro atual, observa-se justamente o contrário, quanto a persistência do “bullying” escolar. Nesse contexto, percebe-se a consolidação de um grave problema, que possui como causas: a insuficiência legislativa e falta de capacitação das escolas. Sendo assim, é indispensável a adoção de caminhos para combater o “bullying” escolar no Brasil.
Em primeira análise, a insuficiência legislativa mostra-se como um dos desafios à resolução da problemática. De acordo com o terceiro presidente dos Estados Unidos, Thomas Jefferson, a aplicação das leis é mais importante que a sua elaboração. Sob essa lógica, mesmo existindo leis contra o “bullying” nas escolas, esse tipo de violência ainda é cada vez comum, pois as legislações existentes carecem de aplicações, uma vez que, se esta não estiver atrelada a políticas públicas que ajam na base cultura do problema, dificultará a sua solução.
Além disso, cabe ressaltar que a lenta mudança na mentalidade social também configura-se como um entrave no que tange à questão de caminhos para combater o “bullying” escolar. Conforme Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de pensar. Desse modo, muitas pessoas têm uma visão de que o “bullying” é apenas uma brincadeira entre crianças, isso influência fortemente o pensamento coletivo, logo se as pessoas crescem inseridas em um contexto que banaliza esse tipo de violência a tendência é adotar esse ideia e não ver a real importância de debater sobre esse problema e as consequências que ele traz para as crianças e adolescentes, oque torna sua solução ainda mais complexa.
Portanto, convém, que de modo urgente, medidas sejam tomadas. É fundamental, que o MEC em parceria com as escolas, desenvolvam oficinas educativas nos ambientes escolares, para os pais e estudantes, visando debater e ensinar que o “bullying” escolar é um tipo de violência que deve ser combatida de maneira séria. Através de palestras com psicólogos, com objetivo de conscientizar os pais e alunos sobre como todos devem ser respeitados e tratados com a mesma importância, além de preparar as famílias para lidar com essa situação caso ocorra com seus filhos. A partir dessas ações, espera-se promover uma melhora no que tange á questão de caminhos para combater o “bullying” escolar no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Durante a colonização do territ&oacu[…]

Higorrair pode corrigir pra mim?

Vacinação

Grande parte da população age sob in[…]

É de conhecimento geral, que a escola &eacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM