Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#49155
Na novela “Fina Estampa”, o personagem Baltazar faz comentários homofóbicos, ridiculariza e até ameaça usar a violência contra o personagem Crodoaldo, que é gay. Fora da ficção, podemos ver que a realidade não se distancia da presente na novela, o Brasil apresenta números elevados de violência à comunidade LGBT, causados, principalmente, pelo preconceito da população e descaso do governo pelos direitos dessas pessoas.
Em primeiro lugar, é importante destacar o preconceito da população diante da comunidade LGBT. Segundo o filósofo Voltaire, o preconceito é opinião sem conhecimento. Assim, fica claro a nocividade que falta de conhecimento, advinda principalmente de uma péssima educação básica, causa na sociedade.
Além disso, a falta de ação do governo diante do problema, não garantindo direitos, deve ser discutida. Segundo a Constituição de 1988, no artigo 5: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”. Entretanto, é evidente a maior vulnerabilidade das pessoas pertencentes à comunidade LGBT, que são vítimas de comentários infames, chacota e até violência que pode levar a um fim trágico.
Portanto, fica clara a urgência para resolver o impasse. O Estado, por meio do Ministério da Educação, deve promover campanhas de conscientização, bem como investimentos na educação e planos de ensino onde sejam discutidas e esclarecidas a nocividade do preconceito na sociedade. Somente assim, será possível reduzir o preconceito e evitar casos como o de Baltazar e Crodoaldo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#49180
Na novela “Fina Estampa”, o personagem Baltazar faz comentários homofóbicos, ridiculariza e até ameaça usar a violência contra o personagem Crodoaldo, que é gay. Fora da ficção, podemos < não pode usar 1ª pessoa] ver que a realidade não se distancia da presente na novela, o Brasil apresenta números elevados de violência à comunidade LGBT, causados, principalmente, pelo preconceito da população e descaso do governo pelos direitos dessas pessoas.

Em primeiro lugar, é importante destacar o preconceito da população diante da comunidade LGBT. Segundo o filósofo Voltaire, o preconceito é opinião sem conhecimento. Assim, fica clara a nocividade que falta de conhecimento, advinda principalmente de uma péssima educação básica, causa na sociedade. < pouca argumentação, tem que aprofundar mais e arrematar o parágrafo]

Além disso, a falta de ação do governo diante do problema, não garantindo [evite gerúndio] direitos, deve ser discutida. Segundo a Constituição de 1988, no artigo : “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”. Entretanto, é evidente a maior vulnerabilidade das pessoas pertencentes à comunidade LGBT, que são vítimas de comentários infames, chacota e até violência que pode levar a um fim trágico. [faltou arrematação]

Portanto, fica clara a urgência para resolver o impasse. [faltou conectivo] O Estado, por meio do Ministério da Educação, deve promover campanhas de conscientização, bem como investimentos na educação e planos de ensino onde seja discutida e esclarecida a nocividade do preconceito na sociedade. Somente assim, será possível reduzir o preconceito e evitar casos como o de Baltazar e Crodoaldo.
* Conscientização é uma solução ineficaz e sua intervenção poderia ser considerada nula por isso
* Em questão de estrutura, faltou a finalidade e o detalhamento da intervenção


Espero ter ajudado! ;)
#49181
jherodrigues escreveu: Constituição de 1988, no artigo 5º: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.


Obrigado pela correção. Vou checar os pontos onde cometi erros.
Doenças mentais

O Brasil está no ranking dos países […]

A constituição de 1988, documento ju[…]

Notícias falsas em rede

Anna1 , muito obrigada

Por favor ,alguém poderia corrigir essa re[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM