Avatar do usuário
Por Pxvesq
Quantidade de postagens
#123994
A Constituição Federal de 1988, norma de maior hierarquia do sistema jurídico brasileiro, assegura os direitos e o bem-estar da população brasileira. No entanto, ao observar a pobreza menstrual no Brasil hodierno, nota-se que esse preceito é constato e não, desejavelmente, na prática. Desse modo, deve-se analisar as causas dessa problemática respeitando os direitos humanos.
Em primeira análise, uma das dificuldades enfrentadas é a falta de legislação adequada. Conforme John Locke, afirma “As leis fizeram-se para os homens e não para as leis”. Nessa perspectiva, percebe-se uma lacuna, explicitada pela ineficiência legislativa, visto que, ocorre por falta de políticas públicas que priorizem as necessidades menstruais a grupos vulneráveis e na falta de programas educacionais abrangentes sobre menstruação na agenda política e legal, isto é, a ausência de regulamentações específicas para a distribuição de produtos sobre menstruação, causam danos à saúde física e psíquica das mulheres do país. Dessa maneira, sem políticas públicas que coloquem as leis em vigor da humanidade, a situação em questão se perpetuará.
Ademais, percebe-se que a sociedade não possui conhecimento de quão grave é a situação dos indivíduos oprimidos pela incapacidade de lidar com o problema. A fim de ilustrar esse quadro, o livro “1984” de George Orwell, retrata como a mídia se omite em certas ocasiões, com a finalidade de esconder tais infortúnios, o que retrata como ocorre esse menosprezo. Nesse sentido, a falta de apoio da mídia perpétua a falta de empatia, pois a ausência de cobertura e discussão pública sobre a pobreza menstrual impede que a sociedade compreenda a real extensão do problema e a real extensão do problema e as dificuldades enfrentadas por aqueles afetados. Logo, é imperiosa a solução imediata disso.
Destarte, para inserir uma nova iniciativa coletiva, são necessárias ações concretas e eficazes. Portanto, urge ao Ministério da Saúde, órgão responsável por promover saúde de qualidade, promover melhorias na saúde, por meio de verbas governamentais, a fim de proporcionar produtos menstruais para a população mais carente, e dessa maneira minimizará a problemática. A partir disso, o instrumento normativo da saúde será colocado em prática, e o imbróglio intermediado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por Pxvesq
Quantidade de postagens
#124060
Podem corrigir por favor !

[mention]Eli79[/mention]
[mention]leticiaa2[/mention]
[mention]Gabisz[/mention]
[mention]GuvoFe[/mention]
[mention]12amor[/mention]
0
Avatar do usuário
Por Eli79
Quantidade de postagens
#124101
@Pxvesq,

Olá! Ótimo texto. 

Observações:

1. Vamos lá! Seu parágrafo de introdução ficou bem conciso e objetivo. Todavia, atenção ao pontuar os períodos. 
2. O primeiro parágrafo de desenvolvimento, você expôs um argumento extremamente importante. Porém, deixou algumas questões dúbias, como a sua percepção sobre o assunto no Brasil e de forma ampla (mundo). Inicialmente seria tratar do tema no âmbito da sociedade brasileira, alguns momentos do parágrafo há uma ampliação do âmbito brasileiro para o global. Exemplo: " .....sem políticas que coloquem as leis  em vigor da humanidade, a situação em questão se perpetuara..." quando você usa o termo "humanidade", causa uma dualidade que afeta a coesão e coerência textual. No geral, esse parágrafo ficou bom. Você poderia reconstruir o período substituindo o termo " humanidade" por " sociedade brasileira". Ficaria da seguinte maneira: " Dessa maneira, sem políticas públicas que coloquem as leis em favor da sociedade brasileira,  a situação em questão..."
3.  Seu terceiro parágrafo ficou ótimo, argumento riquíssimo. Entretanto, caberia  um exemplo com caso concreto ou outras consequências que são derivadas desse desconhecimento populacional.
 4. Na sua conclusão houve a ausência do elemento modo meio. Como o Ministério irá colocar em prática ação de proporcionar produtos menstruais para a população? Será por meio de entrega de kits de higiene em escolas, Unidades Básicas de Saúde, Hospitais Especializados em Saúde da Mulher, ou outro modo.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
96 Exibições
por rebeccafroio
0 Respostas 
89 Exibições
por mariaa17
Soluções para a pobreza menstrual no Brasil
por Lua19    - In: Outros temas
1 Respostas 
76 Exibições
por gabrielep
0 Respostas 
101 Exibições
por Caylaine
0 Respostas 
69 Exibições
por Caylaine
0 Respostas 
130 Exibições
por Anna17
pobreza menstrual no Brasil
por aciolea    - In: Outros temas
1 Respostas 
45 Exibições
por aciolea
0 Respostas 
52 Exibições
por KaioP366
5 Respostas 
337 Exibições
por KaioP366
2 Respostas 
304 Exibições
por Felipe082
Descaso de uma sociedade

Des de muito tempo, poucas pessoas da sociedade t&[…]

É certo que a tecnologia já faz part[…]

No Brasil a prática da automedicaç&a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM