• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#71362
Durante a Segunda Grande Guerra , com a ascensão do Nazismo, o povo judeu sofreu incomensuráveis crueldades em campos de concentração - reforçada a teorias de superioridade racial- devido ao preconceito religioso por parte dos alemães. Desse modo, os nazistas deixaram claro o ódio presente por aqueles que tinham uma crença diferente. Paralelamente, o cenário brasileiro se assemelha com o da Europa do século XX no que tange à intolerância religiosa, em que o preconceito e a desinformação cultural de grande parcela da população favorece o quadro.
Em primeira análise, deve-se ressaltar que o preconceito do povo brasileiro frente a diversidade de crenças contribui para o revés no país. Dessa forma, discursos de ódio são disseminados através de vários veículos de mídia, como as redes sociais. Diante disso, apesar de a Constituição de 1988 garantir em seu artigo 5 que todo cidadão possui direito a liberdade religiosa , tal preceito é impedido de ser exercido por aqueles que têm sua religião desrespeitada por conta do preconceito. A partir disso, é necessário colocar a liberdade de crença e o respeito em primeiro lugar.
Outrossim, a falta de informação cultural por parte da nação verde-amarela é outro fator que propicia tal conduta. Para a escritora Helen Keller, a maior virtude do ser humano é a tolerância , entretanto, a desinformação da população faz com que essa se encontre em uma espécie de alienação, em que a ausência de conhecimento sobre a diversidade religiosa faz com que uma crença se sobreponha a outra. Logo, é imprescindível reverter esse cenário, para que a tolerância se faça presente.
Portanto, é mister que se tome medidas para sanar essa problemática. Para isso, as escolas devem desenvolver projetos educacionais por meio de palestras e campanhas de conscientização, onde os alunos irão aprender sobre as diversidades religiosas. Ademais, a escola deve abordar o estudo de cada religião do país. Dessa maneira, será possivel distanciar a realidade brasileira daquela vivida pelos judeus no século XX.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 165

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 195

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 155

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#71363
@geoca poderia fazer a gentileza de corrigir a minha redação ?
@vitoriaca sou eu de novo kkkk... É que você tá me ajudando muito e não se preocupe em corrigir rápido.
@eurodrigo
#71445
Larissarg17 escreveu:@geoca poderia fazer a gentileza de corrigir a minha redação ?
@vitoriaca sou eu de novo kkkk... É que você tá me ajudando muito e não se preocupe em corrigir rápido.
@eurodrigo
Oioi, tudo bem? Sou apenas estudante mas tentarei te ajudar com os conhecimentos que tenho.

Azul: apresenta recurso esperado
Vermelho: erro
Amarelo: ajuste ou não é necessário Laranja
Laranja: observações

INTRODUÇÃO

Durante a :idea: Segunda Grande Guerra , com a ascensão do Nazismo, o povo judeu sofreu incomensuráveis crueldades em campos de concentração - reforçada a teorias de superioridade racial- devido ao preconceito religioso por parte dos alemães. Desse modo, os nazistas deixaram claro o ódio presente por aqueles que tinham uma crença diferente. Paralelamente, o cenário brasileiro se assemelha com o da Europa do século XX no que tange à intolerância religiosa, em que o preconceito e a desinformação cultural de grande parcela da população favorece o quadro.

• A parte grifada em amarelo, aconselho que use "Segunda guerra mundial";

• A parte em laranja, ficou solta. Deixe mais específico que na era do nazismo tínhamos a "Raça Ariana", explique de forma curta, e mostre a relação disso com o tema;

Sua introdução apresenta uma boa estrutura. Mas se entende ao fechamento/encaminhamento do seu parágrafo.

DESENVOLVIMENTO 1:


Em primeira análise, deve-se ressaltar que o preconceito do povo brasileiro frente a diversidade de crenças contribui para o revés no país. Dessa forma, discursos de ódio são disseminados através de vários veículos de mídia, como as redes sociais. Diante disso, apesar de a Constituição de 1988, garantir em seu artigo 5 que todo cidadão possui direito a liberdade religiosa , tal preceito é impedido de ser exercido por aqueles que têm sua religião desrespeitada por conta do preconceito. A partir disso, é necessário colocar a liberdade de crença e o respeito em primeiro lugar. (FECHAMENTO)

• a parte em amarelo, tente fazer a retomada do tema;

<< não tenho muito o que dizer nesse parágrafo! Apresenta uma boa estrutura. >

DESENVOLVIMENTO 2:

Outrossim, a falta de informação cultural por parte da nação verde-amarela é outro fator que propicia tal conduta. (FALTA DE CONECTIVO) Para a escritora Helen Keller, a maior virtude do ser humano é a tolerância , entretanto, a desinformação da população faz com que essa se encontre em uma espécie de alienação, em que a ausência de conhecimento sobre a diversidade religiosa faz com que uma crença se sobreponha a outra. Logo, é imprescindível reverter esse cenário, para que a tolerância se faça presente ( FECHAMENTO).

<< boa argumentação e estrutura! Mas acho bom que faça a retomada do tema. >>

CONCLUSÃO:


Portanto, é mister que se tome medidas para sanar essa problemática. Para isso, as escolas (AGENTE) devem desenvolver projetos educacionais (AÇÃO) por meio de palestras e campanhas de conscientização (MEIO), onde os alunos irão aprender sobre as diversidades religiosas. Ademais, a escola deve abordar o estudo de cada religião do país. Dessa maneira, será possivel distanciar a realidade brasileira daquela vivida pelos judeus no século XX (EFEITO).

<< aqui está tudo bem! Só se atente com o detalhamento, não consegui identificar o mesmo. >>

Acho que é isso! Espero ter lhe ajudado de alguma forma. Beijao <3

⚠️ Não sou muito boa em avaliar as competências, irei dar uma nota baseado no que sei! ⚠️


( Mil desculpas se tiver algum erro no decorrer da minha analise, não sou profissional. )
#71453
@geoca muito obrigada! Só agora percebi que esqueci de um conectivo... E na conclusão detalhei o agente, que no caso é a escola, então escrevi uma frase bem sucinta por falta de espaço na folha.
Você me ajudou muito, ficarei mais atenta.
ABRAÇOS.
#71749
Larissarg17 escreveu:Durante a Segunda Grande Guerra , com a ascensão do Nazismo, o povo judeu sofreu incomensuráveis crueldades em campos de concentração - reforçada a teorias de superioridade racial- devido ao preconceito religioso por parte dos alemães. Desse modo, os nazistas deixaram claro o ódio presente por aqueles que tinham uma crença diferente. Paralelamente, o cenário brasileiro se assemelha com o da Europa do século XX no que tange à intolerância religiosa, em que o preconceito e a desinformação cultural de grande parcela da população favorece o quadro.
Em primeira análise, deve-se ressaltar que o preconceito do povo brasileiro frente a diversidade de crenças contribui para o revés no país. Dessa forma, discursos de ódio são disseminados através de vários veículos de mídia, como as redes sociais. Diante disso, apesar de a Constituição de 1988 garantir em seu artigo 5 que todo cidadão possui direito a liberdade religiosa , tal preceito é impedido de ser exercido por aqueles que têm sua religião desrespeitada por conta do preconceito. A partir disso, é necessário colocar a liberdade de crença e o respeito em primeiro lugar.
Outrossim, a falta de informação cultural por parte da nação verde-amarela é outro fator que propicia tal conduta. Para a escritora Helen Keller, a maior virtude do ser humano é a tolerância , entretanto, a desinformação da população faz com que essa se encontre em uma espécie de alienação, em que a ausência de conhecimento sobre a diversidade religiosa faz com que uma crença se sobreponha a outra. Logo, é imprescindível reverter esse cenário, para que a tolerância se faça presente.
Portanto, é mister que se tome medidas para sanar essa problemática. Para isso, as escolas devem desenvolver projetos educacionais por meio de palestras e campanhas de conscientização, onde os alunos irão aprender sobre as diversidades religiosas. Ademais, a escola deve abordar o estudo de cada religião do país. Dessa maneira, será possivel distanciar a realidade brasileira daquela vivida pelos judeus no século XX.
olá, desculpe a demora.

não tenho muito o que falar aqui, gostei muito do seu texto. senti apenas que na conclusão você poderia ter introduzido um outro agente além da escola.

meus parabéns. boa noite. 💕

O mundo está em constante evoluç&ati[…]

Se alguém puder corrigir... ficarei agradec[…]

@Gi69 vi uma correção sua e gostaria[…]

Redação

Na série Máquina Mortífera o […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM