Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#41677
Segundo o escritor Oscar Wilde, a insatisfação é o primeiro passo para o progresso de uma nação. Consoante a isso, a fim de promover o avanço do Brasil, ressalta-se a necessidade de encontrar caminhos para combater a intolerância religiosa no país. Sob essa ótica, evidencia-se como meios para deter a problemática a mudança da mentalidade coletiva, bem como o incentivo da instituição escolar à diversidade de crenças.

Em primeira análise, o problema pode ser contido através da desconstrução social. Nessa perspectiva, relaciona-se a ideia do ativista Michel Foucault de que é preciso mostrar às pessoas que elas são livres para quebrar pensamentos errôneos construídos em outros momentos históricos. Seguindo essa linha de raciocínio, é preciso mudar a percepção populacional e desconstruir conceitos preconceituosos formulados em épocas antigas do Brasil, como o período de escravidão do povo africano, o qual perpetuou a repressão e ofensa contra a fé desses indivíduos. Dessa forma, tal herança ideológica deve ser desfeita, alterando-se o pensamento da sociedade.

Ademais, outro caminho para conter esse panorama brasileiro é a ação da escola na valorização das diferentes fés. De acordo com Nelson Mandela, líder na luta contra o apartheid, a educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo. Concordante a esse pensamento, é necessário que a instituição escolar se posicione contra a discriminação e promova um ensino que valorize todas as diversas formas de crer. Além disso, o educandário deve estar em parceria com as famílias, para, dessa maneira, moldar o pensamento das crianças a favor da pluralidade. Logo, as pessoas crescerão sabendo respeitar a variedade de religiões, assim, a intolerância poderá ser combatida antes que crie raízes nas gerações que serão o futuro do país.

Portanto, é evidente que o cenário atual precisa ser detido. Para que isso ocorra, é imprescindível a difusão da importância de se valorizar as várias crenças, tal ação deve ser realizada pela instituição educativa em parceria com a mídia, a exemplo do Twitter e Instagram, por meio de palestras feitas no ambiente escolar e também transmitidas virtualmente. Tais palestras devem contar com a presença de especialistas no assunto e vítimas do preconceito religioso, a fim de trazer esclarecimento populacional. Destarte, a insatisfação se constituirá numa ação rumo à evolução da pátria, como constatou Oscar Wilde.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Sua nota ficou 640! Espero ter ajudado! ;)

Impacto das Fake News

A mentira quando é falada várias vez[…]

Sua nota ficou 880! Espero ter ajudado! ;)

A educação é inferiorizada, p[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM