Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#48873
Conforme Nelson Mandela, ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993, a educação é indispensável para o ser humano, pois através dela muda-se a maneira de viver. A opinião do ex-líder africano deixa claro que as pessoas que buscam o conhecimento têm um futuro promissor e podem transformar as situações indesejáveis no seu convívio. Dessa forma, os caminhos para destruir o analfabetismo no Brasil têm suas problemáticas, principalmente, devido à deficitária governamental quanto aos incultos e à falta do apoio das instituições de ensino para atender pessoas que nunca foram às escolas.

Em primeiro lugar, é indispensável ressaltar que a falta de apoio do Governo na situação dos indivíduos, que não sabem ler e escrever, é falha. Não obstante, a Constituição Federal de 1988, no artigo 205, deixa claro que a educação é direito de todos os brasileiros, mas essa garantia é ignorada, pois os iletrados não são encaminhados às escolas. Ademais, os governantes responsáveis por essa educação da população abnegam quando não colocam programas para atender esses problemas educacionais e isso precisa mudar.

Em segundo plano, urge apontar que os responsáveis pela educação dos brasilianos, desconhecem esse benefício. Sob esta perspectiva, o Ministério da Educação acompanha os dados de desenvolvimento do analfabetismo e procura esforços para romper com esse período improdutivo na educação, que são a falta de ensino promissor ao corpo social, entre outros problemas. Porém, ainda faltam muitas coisas a serem criadas, pois são assustadores os números de pessoas fora das escolas sem estudarem. Destarte, esse quadro precisa mudar com urgência e os responsáveis pela educação do povo, devem tomar providências para exterminar com os incultos no meio da sociedade brasileira.

Logo, para resolver o problema do analfabetismo, medidas são necessárias. Portanto, o Ministério da Educação, em conjunto com o Conselho Nacional de Educação, os quais são responsáveis pela educação da sociedade, deve criar um programa, por nome "LER E ESCREVER MEU DIREITO”, e inserir dentro das escolas no sentido de que todos possam ter direito de estudar, por meio de disponibilização de recursos por parte do Governo Federal, com o intuito de mostrar a importância do saber. Assim, a população estará preparada, de modo a saber ler e escrever, e terão um futuro brilhante, transformando o seu mundo, com o aprendizado, como disse Nelson Mandela.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

XxDamastco pode avaliar, por favor?

NayraSantos marliac Juliana2020 EduardoP[…]

Inspirado nos relatos da professora norte-american[…]

Tabagismo

De acordo com o filósofo Ralph Waldo, &quo[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM