• Avatar do usuário
#77680
Zygmunt Bauman defende que “não são as crises que mudam o mundo, e sim nossa reação a elas”. No entanto, não é possível verificar uma reação interventiva nos caminhos para a valorização da mulher na ciência, que perpetua-se ainda em uma desvalorização dessa minoria na execução de projetos científicos integralmente. Então, deve-se traçar estratégias a partir da atuação nas causas do problema: a falta de representatividade e a influência da mentalidade social
Dessa forma, em primeira análise, a lacuna na representatividade é um desafio presente no problema. Para Rupi Kaur, “a representatividade é vital”. Porém, há um hiato absurdo na representação das mulheres no campo científico, visto que embora elas alcancem conquistas grandes na área da ciência, no entanto seu reconhecimento ainda é limitado nos veículos de informações e por vezes isso leva a um quadro de preconceito. Assim, é preciso que a representatividade seja vista como algo vital.
Em paralelo, a mentalidade social é um entrave no que tange ao problema. Chimamanda Adichie defende que “a cultura não faz as pessoas; as pessoas fazem a cultura”. Tal perspectiva aponta para a responsabilidade individual de mudar o pensamento coletivo sobre a questão do papel da mulher na ciência , visto que ainda se mantém um estereótipo em torno de sua função na sociedade influenciada por valores patriarcais que dificultam sua valorização. Assim, é preciso suscitar a ação individual para a construção social desejada.
Portanto, é indispensável intervir sobre o problema. Para isso, a mídia de massa deve criar um programa, por meio de entrevistas com especialistas no assunto, a fim de atualizar a mentalidade social sobre a valorização da mulher no meio científico. Tal ação pode, ainda, ser divulgada por grandes perfis do Instagram para atingir mais pessoas. Paralelamente, é preciso intervir sobre a falta de representatividade presente no problema. Dessa forma, será possível lidar da melhor maneira com essa crise, como defendeu Bauman.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Anabia15 , PFVRR CORRIGE MINHA REDAÇ&Atild[…]

Olá, thayolivb . Aqui está a corre&[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/combate-ao-a[…]

GabrielFelix obg💕

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM