Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#50800
Lançada pela plataforma Netflix, a série O Gambito da Rainha narra a vida da personagem Elizabeth Harmon, uma jogadora de xadrez com vício em calmante, remédio do tipo ansiolítico. Fora da ficção, a realidade não se difere por completo: Ao decorrer dos anos, o ato de se automedicar (Isto é, prescrever remédios para si mesmo) aumentou consideravelmente ao decorrer dos anos, sendo considerado um problema de saúde pública devido a problemas provenientes da alta ou desnecessária dosagem das drogas no organismo. Diante dessa perspectiva, faz-se necessário a análise dos fatores que favorecem esse quadro.

Em primeira análise, deve-se ressaltar o vínculo entre a publicidade de medicamentos e o "imediatismo" da sociedade contemporânea. De acordo com o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, o corpo social se encontra num estado de "Modernidade Líquida", o que implica numa busca constante por resultados rápidos, conciliando-se com a divulgação de remédios que prometem a cura espontânea de doenças. A união desses dois fatores, portanto, reforça a cultura da automedicação na sociedade brasileira.

Ademais, é fundamental apontar a ausência de medidas governamentais para explicar acerca dos malefícios e riscos da automedicação. Nesse sentido, é possível afirmar a negligência estatal como um dos contribuidores para a sustentação do ato na sociedade. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a pendurar.

Depreende, então, a necessidade de mudar esse cenário. Para isso, é imprescindível que o Ministério da Saúde — em colaboração com o Ministério da Educação —, por intermédio de propagandas televisivas e por palestras públicas, alerte a população acerca dos perigos da automedicação — Apresentado em linguagem simples e com exemplos para que seja reforçado a necessidade de cuidado — e multe empresas que incentivarem esse transtorno, a fim de acabar com essa cultura maligna. Assim, será consolidada uma sociedade mais esclarecida acerca dos medicamentos e saudável, onde casos de vício como de Elizabeth Harmon se tornarão cada vez mais raros.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Sim, desculpa não ter visto antes

A constituição Federal de 1988, docu[…]

GlendaMorais , poderia dar uma olhada? Agrade&cc[…]

A constituição de 1988 documento jur[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM