Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por MewekNayr
#59721
Na série "Os 13 porquês", grande parte do elenco de personagens, sofrem abusos psicólogos e violências físicas por parte de seus colegas de classe. Foi assim no seriado e, na realidade, não é diferente. Hoje no Brasil, o "bullying" está presente em todos os cantos da sociedade, mas essa prática ocorre com mais frequência nas escolas, sejam elas públicas ou privadas, rurais ou urbanas. Esse cenário é fruto tanto do preconceito, quanto da desestabilização familiar. Diante disso, torna-se fundamental a discussão desses aspectos, a fim do pleno funcionamento social.

Precipuamente, é crucial pontuar que o problema deriva da baixa atuação dos setores governamentais, que se vincula à criação de mecanismos que caíba tais recorrências. Segundo o pensador Thomas Hobbes, o estado é responsável por garantir o bem-estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Devido à falta de atuação das autoridades, o preconceito consequentemente se consubstancia em segregação, violência física e verbal, exclusão, desigualdade, etc. Desse modo, faz-se mister a reformulação dessa postura estatal de forma urgente.

Ademais, é imperativo ressaltar a desestabilização familiar como promotor dessa adversidade. De acordo com o psicólogo Wanderlei Abadio de Oliveira, "essas relações são marcadas pela falta de diálogo saudável e de envolvimento emocional. Também está presente nessas famílias a má relação conjugal entre os pais/cuidadores e, ainda as punições físicas exercidas pelos pais/cuidadores". Partindo desse pressuposto, a família tem um amplo impacto no comportamento de seus filhos.

O Ministério da Educação, como órgão responsável pela administração e promoção da educação no país, deve insistir uma grade escolar a abordagem do "bullying" na sociedade brasileira. Essa ação pode ser feita por meio da inclusão desse assunto nas aulas, com a intenção de instruir os jovens sobre o assunto e formar cidadãos sábios.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Alfabetização

No filme "Como estrelas na terra" &eacut[…]

NathaliaLima , olá, boa-noite! irei corrig[…]

Anninha , olá, boa-noite! irei corrigir su[…]

A vocação para o mercado de trabalho[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM