Avatar do usuário
Por Ivel
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#114250
⠀⠀Com a popularização das redes sociais (Instagram, YouTube, Twitter, etc), surge um vasto número de subcelebridades que, por ter milhares e/ou milhões de seguidores, têm o poder de influenciar as pessoas. Diante disso, vê-se por necessário observar os impactos que esses indivíduos causam nas relações de consumo, como por exemplo o "marketing por influência" e, por fim, sabendo que muitos danos de perfis são vistos como pessoas comuns, suas falas têm muito mais credibilidade, tornando-as fundamentais como marketing.
⠀⠀Inicialmente, analisando o marketing por influência, que é o desenvolvimento de ações de vendas e divulgações junto a influenciadores digitais, justamente por conta da relação de confiança e seu poder de instigar decisões em seus seguidores. Segundo uma pesquisa ROI & Influência, feita pela YouPix em 2019, 68% das marcas consideram esse marketing importante em seus planos de comunicação, o que mostra a relevância dessas subcelebridades nas relações de consumo.
⠀⠀Ademais, tendo em vista a relação de afinidade dos indivíduos com diversos seguidores, tem-se que muitos fãs veem seus ídolos como pessoas iguais a qualquer outra, que não recomendariam produtos e serviços que de alguma forma fossem prejudiciais a eles, o que torna as suas falas com muito peso, ficando atrás apenas das recomendações dados por parentes e amigos. Ou seja, toda pessoa relevante nas mídias digitais de alguma forma impacta o consumo de seus seguidores.
⠀⠀Conclui-se, por fim, que os impactos dos influenciadores digitais nas relações de consumo são enormes quando se observa os seguidores, as chances deles comprarem algo anunciado ou utilizado pelo seus ídolos são bem grandes, visto a credibilidade e afinidade que os influenciadores digitais têm para com seu público.



MUITO RUIM ESSA, QUASE NÃO CONSEGUI ACHAR ARGUMENTOS!
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido.
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
253 Exibições
por Hemilyeyy
0 Respostas 
136 Exibições
por 123447
2 Respostas 
442 Exibições
por Emiliasa17
0 Respostas 
151 Exibições
por Raielysom
0 Respostas 
174 Exibições
por Castru
0 Respostas 
165 Exibições
por gamalcaburio
0 Respostas 
405 Exibições
por TavioCorteze
0 Respostas 
154 Exibições
por vininobre
0 Respostas 
77 Exibições
por COelho0505
0 Respostas 
43 Exibições
por Dihdih

Segundo o empresário estadunidense Steve Jobs: &qu[…]

O livro "Utopia", do escritor inglês Tho[…]

A lei seca foi implementada com o intuito de evita[…]

EXCLUIR REDAÇÃO!!!

Você poderia excluir a minha primeira redação de &[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!