• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#68545
A automedicação é uma prática realizada por um indivíduo que, sem a consultoria de um profissional da saúde, determina quais remédios ele irá consumir, geralmente se baseando em pesquisas feitas pela internet. Essa ação é muito perigosa, tendo em vista que o uso excessivo (e muitas vezes desnecessário) de um fármaco gera uma dependência química por essa droga, o que prejudica a saúde física e mental do usuário. Isso se deve por dois principais motivos: a facilidade na compra de remédios sem que se exija uma receita médica e a pesquisa, por parte dos usuários, em sites pouco confiáveis, o que pode gerar a cibercondria.

A falta de burocracia na compra de fármacos estimula a automedicação. Isso acontece devido à facilidade de adquirir drogas, por parte da população, sem que seja exijida a verificação da receita médica, o que permite ao povo realizar o uso inadequado de certas substâncias químicas. Esse uso irresponsável pode, consequentemente, resultar em uma forte dependência química por esses produtos, prejudicando gravemente a saúde dos usuários. No entanto, o Estado se faz omisso acerca dessa problemática, ato que ameaça a vida de brasileiros.

Outrossim, a busca de informações em sites e fontes pouco confiáveis é um fator que contribui para o agravamento dessa situação. Com o avanço da tecnologia ao longo do tempo, a disseminação de informações atingiu um público maior. Isso possibilitou a facilidade em espalhar mentiras. Esse cenário gerou a cibercondria, que é a hipocondria adaptada a o mundo virtual. Ou seja, pessoas pesquisam quais medicamentos podem utilizar de acordo com seus sintomas, recebendo uma resposta errônea, o que leva o indivíduo a ingerir mais fármacos do que necessita.

Logo, o Ministério da Saúde, responsável pelo bem-estar da população, deve, por meio de projetos de lei, tornar mais rigorosa a compra de remédios sem receita médica em farmáceas ou afins. Essa ação visa diminuir a dependência química por fármacos, minimizando, assim, o surgimento de malefícios à saúde na sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante apresenta repertório limitado de recursos coesivos e articula as partes do texto de forma insuficiente, com muitas inadequações, o que compromete a organização das ideias.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#68557
Ei Lucas, tudo bem?
Claro! Em breve te dou um retorno com sua correção :D

Abraços. <3
#68675
@LucasME, vamos lá!

A automedicação é uma prática realizada por um indivíduo que, sem a consultoria de um profissional da saúde, determina quais remédios ele irá consumir, geralmente se baseando em pesquisas feitas pela internet (contextualização). (1) Essa ação é muito perigosa, tendo em vista que o uso excessivo (e muitas vezes desnecessário) de um fármaco gera uma dependência química por essa droga, o que prejudica a saúde física e mental do usuário (tese). (2) Isso se deve por dois principais motivos: a facilidade na compra de remédios sem que se exija uma receita médica e a pesquisa, por parte dos usuários, em sites pouco confiáveis, o que pode gerar a cibercondria (encaminhamento).

(1) Todo o inicio de período deve ter conectivo. Recomendo utilizar: "Nesse contexto/Nesse sentido/Logo, cabe ressaltar que.."
(2) Mesma situação que a questão 1. Recomendo utilizar: "À vista disso/Desse modo/Isto posto.."

(3) A falta de burocracia na compra de fármacos estimula a automedicação (apresentação da ideia). (4) Isso acontece devido à facilidade de adquirir drogas, por parte da população, sem que seja exijida a verificação da receita médica, o que permite ao povo realizar o uso inadequado de certas substâncias químicas. (5) Esse uso irresponsável pode, consequentemente, resultar em uma forte dependência química por esses produtos, prejudicando gravemente a saúde dos usuários (6) (encaminhamento da argumentação). No entanto, o Estado se faz omisso acerca dessa problemática, ato que ameaça a vida de brasileiros (fechamento).

(3) Falta de conectivo. Utilize: Primeiramente/Em primeira análise/Sob esse viés...
(4);(5) Falta de conectivo. Utilize: Nesse contexto/Nesse sentido/Nesse ínterim/Posteriormente...
(6) Recomendo à utilização de repertórios para legitimar sua argumentação. Deixa-la convincente. Algo como citações, comparações entre passado e presente, fatos históricos e etc. Quando você não utiliza, sua argumentação entra no senso comum (o que é péssimo). Você escreve bem, foque nessa questão argumentativa.

Outrossim, a busca de informações em sites e fontes pouco confiáveis é um fator que contribui para o agravamento dessa situação(apresentação da ideia). (7) Com o avanço da tecnologia ao longo do tempo, a disseminação de informações atingiu um público maior (8). Isso possibilitou a facilidade em espalhar mentiras. (9) Esse cenário gerou a cibercondria, que é a hipocondria adaptada a o mundo virtual (10). Ou seja, pessoas pesquisam quais medicamentos podem utilizar de acordo com seus sintomas, recebendo uma resposta errônea, o que leva o indivíduo a ingerir mais fármacos do que necessita (encaminhamento da argumentação). (? fechamento/frase de efeito) (11).

(7) Falta de conectivo. Mesmas recomendações que nas outras questões.
(8) Continue o periodo.
(9) Mesma questão da 6.
(10) Continue o periodo.
(11) Faltou o fechamento. E, o que tenho a mais para ressaltar é a mesma questões do ponto 6.

Logo, o Ministério da Saúde, responsável pelo bem-estar da população, deve, por meio de projetos de lei, tornar mais rigorosa a compra de remédios sem receita médica em farmáceas(12) ou afins. Essa ação visa diminuir a dependência química por fármacos, minimizando, assim, o surgimento de malefícios à saúde na sociedade brasileira.

agente // ação // modo-meio // finalidade // detalhamento

(12) Farmácias.

Bom, eu espero, de coração, que eu tenha te ajudado de alguma forma!
Vou deixar uns vídeos sobre argumentação, acredito que te ajudará.
Se precisar de algo, estou aqui.

RECOMENDAÇÕES:
https://www.youtube.com/watch?v=ZA9EEY3vX3Q
[url]

[/url]

Abraço! :D

Frequentemente, comenta-se muito a respeito da que[…]

Sabemos que a meritocracia na sociedade brasileira[…]

A pirataria no Brasil

Olá, tudo bom? Espero que minhas dicas pos[…]

Saúde pública no Brasil

Hoje, no Brasil a saúde pública acar[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM