• Avatar do usuário
#78689
Na série sex education, um surto de clamídia no colégio Moordale causou pavor entre os jovens estudantes. Logo mais foi desvendado de que não passava de um efeito manada, devido a falta de conhecimento dos alunos sobre o assunto fazendo com que a instituição de ensino investisse em educação sexual. Fora da ficção é notório o crescimento das infecções sexualmente transmissíveis entre os jovens brasileiros. Portanto, torna-se importante o ensino sexual nas escolas brasileiras e potencializar a importância do uso de preservativos.

É indiscutível que a falta de conhecimento corrobora para permanência do problema. Devido ao ensino precário sobre o assunto, o uso de preservativos se torna incomum entre os juvenis, tornando assim mais fácil a propagação de doenças sexuais. Segundo a escritora Joan Didion "quando o conhecimento morre, em certo sentido nós também morremos". Dessa maneira a escassez do conhecimento leva ao acréscimo das mazelas.

Ademais, a falta da preservação perpetua a questão. De acordo com um estudo divulgado pela SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) 35% dos jovens raramente usam camisinhas durante as relações sexuais. Visto que o uso de preservativos é a forma mais eficaz de evitar a contaminação de infecções sexuais, a banalização de seu uso se torna o causador do aumento de propragracões. Consequentemente a falta da proteção contribui negativamente para a persistência do impasse.

Destarte, medidas operantes são essenciais para a reversão da ignorância da população sobre a temática. Por isso cabe a escola ministrar palestras com uma terapeuta sexual para informar os alunos a respeito da importância do sexo seguro. Além disso é preciso que os meios midiáticos elaborem propagrandas televisivas para conscientizar a população a respeito da relevância do uso de preventivos. Assim teremos cidadãos mais conscientes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

Geralmente, quando se comete um crime considerado […]

No Brasil, os desafios para a atenuaç&atild[…]

Trabalho infantil no Brasil

Não é recente o trabalho infantil no[…]

A violência doméstica

No documentário "Cenas de um homic&iac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM