• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Clara17
Quantidade de postagens
#70181
No filme “Os incríveis”, em uma das cenas é retratado o chefe do personagem “pêre”, gritando incessantemente com o mesmo. Entretanto, no cenário atual brasileiro, é evidente o assédio moral no ambiente de trabalho, conforme pode ser visto casos de sobrecarga de diversas novas tarefas ou não deixa o mesmo ter pausas e até mesmo criticar constantemente o trabalho da pessoa. Diante disso, faz-se encarecer medidas solucionáveis.
Em primeira análise, como fato importante, a ausência de empatia entre o patrão contra os funcionários em diversas ocasiões. Diante de tal alternativa, muitas vezes pelo chefe se sentir superior aos seus empregados, se sente capaz de emitir diversas tarefas a eles, além do que deveria, proporcionando aos mesmos não terem o descanso obrigatório. Segundo dados do Instituto de Pesquisa do Risco Comportamental, mostra que mais da metade dos profissionais brasileiros, prática ou tolera assédio no ambiente de trabalho. Assim, se mostra gravativamente o abuso de poder no serviço público, considerando cada vez mais vítimas a isso.
Em segunda análise, vale ressalta, as altas críticas e pressão psicológica que ocorre no ofício. Contudo, em distintas maneiras nas atividades praticadas pelo trabalhador, é recebido uma grande pressão pelo líder, para que saia tudo “perfeito”, provocando sensação de inutilidade e incompetência quando ocorre um erro e recebe várias condenações. Nesse sentido, segundo Gleanor Rosevelt, “Ninguém pode fazer com que você se sinta inferior sem o seu consentimento”. Dessa forma, podendo chegar a procederes problemas psicológicos a essa pessoa, como a ansiedade, por conta da forma que são tratadas.
Portanto, medidas devem ser tomadas para reverter esse quadro preocupante. Desse modo, o Ministério do Trabalho, deve promover propagandas, através das mídias como TV e rede sociais, a fim de proporcionar aos cidadãos o auxílio a como denunciar esse tipo de assédio tão intolerável. Com isso, conseguiram ter um breve controle desse problema como é mostrado no filme “Os incríveis”
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Avatar do usuário
Por jheromagnoli
Tempo de Registro Quantidade de postagens Quantidade de postagens
#70442
No filme “Os incríveis”, em uma das cenas é retratado o chefe do personagem “pêre”, gritando incessantemente com o mesmo. Entretanto, no cenário atual brasileiro, é evidente o assédio moral no ambiente de trabalho, conforme pode ser visto casos de sobrecarga de diversas novas tarefas ou não deixa o mesmo ter pausas e até mesmo criticar constantemente o trabalho da pessoa. Diante disso, faz-se encarecer medidas solucionáveis.

Em primeira análise, como fato importante, a ausência de empatia entre o patrão contra os funcionários em diversas ocasiões. Diante de tal alternativa, muitas vezes pelo chefe se sentir superior aos seus empregados, se sente capaz de emitir diversas tarefas a eles, além do que deveria, [melhorar a ligação, talvez tirar o gerúndio do verbo > proporcionando aos mesmos não terem o descanso obrigatório < faltou concordância e coerência]. Segundo dados do Instituto de Pesquisa do Risco Comportamental, mostra que mais da metade dos profissionais brasileiros, pratica ou tolera assédio no ambiente de trabalho. Assim, se mostra gravativamente o abuso de poder no serviço público, considerando cada vez mais vítimas a isso.

[evite repetir termos, use conectivo diverso > Em segunda análise, vale ressaltar, as altas críticas e pressão psicológica que ocorre no ofício. Contudo, em distintas maneiras nas atividades praticadas pelo trabalhador, é recebido uma grande pressão pelo líder, para que saia tudo “perfeito”, provocando sensação de inutilidade e incompetência quando ocorre um erro e recebe várias condenações. Nesse sentido, segundo [o nome está certo? coloque a profissão da pessoa também, é quem? escritora, filósofa... > Gleanor Rosevelt, “Ninguém pode fazer com que você se sinta inferior sem o seu consentimento”. Dessa forma, podendo < evite usar verbo no gerúndio] chegar a procederes problemas psicológicos a essa pessoa, como a ansiedade, por conta da forma que são tratadas.

Portanto, medidas devem ser tomadas para reverter esse quadro preocupante. Desse modo, o Ministério do Trabalho, deve promover propagandas, através por meio das mídias- como TV e redes sociais - , a fim de proporcionar aos cidadãos o auxílio a como denunciar esse tipo de assédio tão intolerável. Com isso, conseguiram < sentido de passado] ter um breve controle desse problema como é mostrado no filme “Os incríveis”.
* Não foque em conscientização somente
Avatar do usuário
Por Anna1
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#71697
Olá, como já tem uma excelente correção acima, deixarei meus comentários para uma próxima! ;) :D
O opressor veste o assédio

No filme "O diabo veste Prada", a jovem […]

Acrescente evolução no sistema finan[…]

Segundo a Constituição promovida em[…]

Emily Silva muito obrigada😃! Quando disse que f[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM