Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#57550
É incontrovertível que, para um bom diagnóstico médico, a anamnese - processo de entrevista entre médico e paciente, que não se limita apenas às queixas principais do enfermo, abordando também, questões socioeconômicas - é essencial para a análise de um quadro patológico maior. Analogamente, as dificuldades para o aumento de doação de órgãos no Brasil são sintomas de problemas maiores, provenientes do sistema governamental.
Por conseguinte, a Constituição Federal Brasileira de 1988 garante o acesso à saúde a todos os brasileiros. No entanto, esse direito é contraproducente no que tange à doação de órgãos, haja vista que em 2018, o número de doadores foi de 1.765, em contrapartida com o total de 41.266 citadinos que aguardavam na fila de transplante, segundo dados do Ministério da Saúde. Nesse contexto, o baixo número de doadores pode ser relacionado com a teoria do filósofo Schopenhauer, a qual diz que "o homem é um ser egoísta e não pensa em fazer o bem às pessoas ao seu redor", portanto, o desconhecimento em relação a dimensão da importância da doação de órgãos auxilia na falta de empatia da nação canarinha.
Nesse contexto, a defasagem de informações sobre a intervenção médica para fins de trasplante de órgãos também perpetua o impasse, tendo em vista que tal procedimento é tabu no Brasil. Isto posto, o comércio ilegal de órgãos existente no país contribui para o receio da população. Nessa conformidade, a internet é um fator que auxilia nas vendas, pois durante a navegação em páginas como o "Mercado Livre", facilmente encontra-se anúncios de rins e outros órgãos à venda, diante disso, explica-se a negação da doação de alguns familiares, visto que questionam o real destino do corpo doado, o que amplifica gradativamente o tabu acerca da doação de órgãos.
Tendo em vista os fatos supracitados, o Governo Federal deve promover propagandas acerca da importância da doação de órgãos a fim de estimular a empatia nos citadinos e aumentar o número de doadores, atrelado a palestras públicas que expliquem o procedimento corretamente, na expectativa de diminuir os tabus sobre o transplante de órgãos, com a finalidade de promover o aumento no número de doadores e a diminuição da fila de espera para os transplantes de órgãos na sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

jherodrigues , obrigado, qual a nota?

A persistência da violência  na s[…]

A pobreza no Brasil é um fato bem atual , e[…]

Não pode usar 1ª pessoa na redaç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM