Avatar do usuário
Por Flicker2307
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#113301
Bullying é qualquer tipo de intimidação, violência e humilhação cometida com base na aparência ou status sociais, sem motivo concreto, com objetivo de ridicularizar a vítima. Nesse sentido, ao longo dos anos a sociedade brasileira tem sofrido com a prática do bullying, principalmente nas escolas. Essa situação persiste devido a normalização da população e a falta de intervenção do corpo docente. Sendo assim, há a necessidade da reflexão das causas e efeitos do bullying e seu enfrentamento.

Primariamente, é pertinente notar que a normalização das práticas de bullying, pelos cidadãos brasileiros, faz persistir tal cenário. De acordo com Paulo Freire, “Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor”. Sob essa ótica, muitas vezes as crianças agressoras são aquelas que sofrem ou sofreram algum tipo de humilhação e intimidação no âmbito familiar, o que as fazem considerar que essas atitudes são corretas e que deve ser repassada para os outros ao seu redor, ou seja, tornam normal a ocorrência de atos agressivos que ferem a dignidade do outro.

Ademais, a ausência de práticas para combater esses atos humilhantes, além da despreparação dos profissionais da educação, é responsável por ainda existir o bullying. Segundo uma pesquisa sobre o assunto feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de quarenta por cento dos estudantes, no Brasil, afirmam já terem sofrido bullying em ambiente escolar. Dessa forma, é possível perceber que os professores não estão atentos à identificação de uma ocorrência de bullying ou não agem da forma correta quando se deparam com uma situação que um aluno ridiculariza o outro por conta de alguma característica sua.

Portanto, diante do exposto, atitudes devem ser tomadas para sanar o descaso que as práticas de bullying escolar causam. Para que todos possam viver em harmonia, é dever do Ministério da Educação, por intermédio de verbas orçamentárias, capacitar os professores quanto a identificação de atos violentos e humilhantes entre seus alunos e agir da maneira correta. Cabe também ao Ministério da Comunicação informar nas mídias sociais — veículo comunicativo mais acessado — a respeito das práticas de bullying, de maneira a orientar os alunos e seus responsáveis.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por abiaacs
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#0
boa tarde, @Flicker2307,

li seu texto e minhas observações estarão a seguir.

[] - erros;
() - correções;
{} - observações.

Bullying é qualquer tipo de intimidação, violência e humilhação cometida com base na aparência ou status sociais, sem motivo concreto, com objetivo de ridicularizar a vítima. Nesse sentido, ao longo dos anos a sociedade brasileira tem sofrido com a prática do bullying, principalmente nas escolas. Essa situação persiste devido {1- a normalização da população} e a falta de intervenção do corpo docente (para combater esse mal). Sendo assim, há a necessidade da reflexão das causas e efeitos do bullying e seu enfrentamento.

obs, intro:
-{1}: Normalização com o quê? Seja o mais claro possível. Fale "a normalização da população com relação ao bullying"


{2- Primariamente}, é pertinente notar que a normalização das práticas de bullying, pelos cidadãos brasileiros, faz persistir tal cenário. (Exemplo disso,) [De acordo com] Paulo Freire, (em uma de suas obras relata que) [“]Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor[”]. Sob essa ótica, muitas vezes as crianças agressoras são aquelas que sofrem ou sofreram algum tipo de humilhação e intimidação no âmbito familiar, o que as fazem considerar que essas atitudes são corretas e que deve ser repassada para os outros ao seu redor, ou seja, tornam normal a ocorrência de atos agressivos que ferem a dignidade do outro. (Diante dessa situação, ações interventivas são imprescindíveis para combater o ciclo de violência na vida desses indivíduos.)

obs, d1:
- {2}: conectivos como: Em primeiro lugar, Em primeiro plano, De início, Inicialmente; são conectivos para serem usados na introdução e não depois dela. Procure usar: Nesse sentido, Diante desse cenário, Sob esse viés...
- Ausência de um tópico frasal de finalização.


Ademais, a ausência de práticas para combater esses atos humilhantes, além da despreparação dos profissionais da educação, é responsável por ainda existir o bullying. (Prova disso,) Segundo uma pesquisa [sobre o assunto] feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), (revela que) cerca de quarenta por cento dos estudantes, no Brasil, afirmam já terem sofrido bullying em ambiente escolar. Dessa forma, é possível perceber que os professores não estão atentos à identificação de uma ocorrência de bullying ou não agem da forma correta quando se deparam com uma situação que um aluno ridiculariza o outro por conta de alguma característica sua. (Diante disso, é necessário que medidas sejam tomadas para que tais problemas deixem de existir.)

obs, d2:
- Ausência do tópico frasal de finalização.


Portanto, diante do exposto, atitudes devem ser tomadas para sanar o descaso que as práticas de bullying escolar causam (na vida dos estudantes). Para que todos possam viver em harmonia, é dever do Ministério da Educação, por intermédio de verbas orçamentárias, capacitar os professores quanto a identificação de atos violentos e humilhantes entre seus alunos e agir da maneira correta. Cabe também ao Ministério da Comunicação informar nas mídias sociais — veículo comunicativo mais acessado — a respeito das práticas de bullying, de maneira a orientar os alunos e seus responsáveis.

obs, conclusão:
- 1° proposta: Ausência do detalhamento
- 2° proposta: Ausência da finalização e do meio.
- Procure fazer um tópico frasal de finalização para sua conclusão. Parece redundante, mas não é. Ele é que vai fechar com chave de ouro sua redação. Geralmente se usa palavras e o contexto geral do tema proposto. Por exemplo, "Somente assim será possível diminuir as causas e combater a continuidade do bullying escolar."


observações gerais:
- Parabéns pelo texto, gostei bastante!!! Só se atente as observações apontadas. Qualquer dúvida é só mandar mensagem.

Se você acha que eu contribuí com seu aprendizado e que minha correção vale o preço de um café, meu pix é [email protected].
Além disso, fiquem a vontade de me mandar mensagem caso surjam dúvidas. ❤
1
Avatar do usuário
Por abiaacs
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#113331
boa tarde, @Flicker2307,

li seu texto e minhas observações estarão a seguir.

[] - erros;
() - correções;
{} - observações.

Bullying é qualquer tipo de intimidação, violência e humilhação cometida com base na aparência ou status sociais, sem motivo concreto, com objetivo de ridicularizar a vítima. Nesse sentido, ao longo dos anos a sociedade brasileira tem sofrido com a prática do bullying, principalmente nas escolas. Essa situação persiste devido {1- a normalização da população} e a falta de intervenção do corpo docente (para combater esse mal). Sendo assim, há a necessidade da reflexão das causas e efeitos do bullying e seu enfrentamento.

obs, intro:
-{1}: Normalização com o quê? Seja o mais claro possível. Fale "a normalização da população com relação ao bullying"


{2- Primariamente}, é pertinente notar que a normalização das práticas de bullying, pelos cidadãos brasileiros, faz persistir tal cenário. (Exemplo disso,) [De acordo com] Paulo Freire, (em uma de suas obras relata que) [“]Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor[”]. Sob essa ótica, muitas vezes as crianças agressoras são aquelas que sofrem ou sofreram algum tipo de humilhação e intimidação no âmbito familiar, o que as fazem considerar que essas atitudes são corretas e que deve ser repassada para os outros ao seu redor, ou seja, tornam normal a ocorrência de atos agressivos que ferem a dignidade do outro. (Diante dessa situação, ações interventivas são imprescindíveis para combater o ciclo de violência na vida desses indivíduos.)

obs, d1:
- {2}: conectivos como: Em primeiro lugar, Em primeiro plano, De início, Inicialmente; são conectivos para serem usados na introdução e não depois dela. Procure usar: Nesse sentido, Diante desse cenário, Sob esse viés...
- Ausência de um tópico frasal de finalização.


Ademais, a ausência de práticas para combater esses atos humilhantes, além da despreparação dos profissionais da educação, é responsável por ainda existir o bullying. (Prova disso,) Segundo uma pesquisa [sobre o assunto] feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), (revela que) cerca de quarenta por cento dos estudantes, no Brasil, afirmam já terem sofrido bullying em ambiente escolar. Dessa forma, é possível perceber que os professores não estão atentos à identificação de uma ocorrência de bullying ou não agem da forma correta quando se deparam com uma situação que um aluno ridiculariza o outro por conta de alguma característica sua. (Diante disso, é necessário que medidas sejam tomadas para que tais problemas deixem de existir.)

obs, d2:
- Ausência do tópico frasal de finalização.


Portanto, diante do exposto, atitudes devem ser tomadas para sanar o descaso que as práticas de bullying escolar causam (na vida dos estudantes). Para que todos possam viver em harmonia, é dever do Ministério da Educação, por intermédio de verbas orçamentárias, capacitar os professores quanto a identificação de atos violentos e humilhantes entre seus alunos e agir da maneira correta. Cabe também ao Ministério da Comunicação informar nas mídias sociais — veículo comunicativo mais acessado — a respeito das práticas de bullying, de maneira a orientar os alunos e seus responsáveis.

obs, conclusão:
- 1° proposta: Ausência do detalhamento
- 2° proposta: Ausência da finalização e do meio.
- Procure fazer um tópico frasal de finalização para sua conclusão. Parece redundante, mas não é. Ele é que vai fechar com chave de ouro sua redação. Geralmente se usa palavras e o contexto geral do tema proposto. Por exemplo, "Somente assim será possível diminuir as causas e combater a continuidade do bullying escolar."


observações gerais:
- Parabéns pelo texto, gostei bastante!!! Só se atente as observações apontadas. Qualquer dúvida é só mandar mensagem.

Se você acha que eu contribuí com seu aprendizado e que minha correção vale o preço de um café, meu pix é [email protected].
Além disso, fiquem a vontade de me mandar mensagem caso surjam dúvidas. ❤
1
Avatar do usuário
Por Flicker2307
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#113334
@abiaacs, muito obrigada por corrigir. Vou tentar seguir suas observações na próxima redação!
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
119 Exibições
por AnaMachado26
0 Respostas 
602 Exibições
por kaikymax
1 Respostas 
133 Exibições
por joao123
A prática do bullying no ambiente escolar
por Rafaelacard    - In: Outros temas
0 Respostas 
56 Exibições
por Rafaelacard
0 Respostas 
88 Exibições
por AnaMachado26
0 Respostas 
35 Exibições
por elizastu
0 Respostas 
30 Exibições
por Krine23
0 Respostas 
76 Exibições
por Lyh
A violência escolar: Suas causas e impactos.
por Moonzighz    - In: Outros temas
0 Respostas 
70 Exibições
por Moonzighz
Bullying no âmbito escolar
por 022daniell    - In: Outros temas
0 Respostas 
92 Exibições
por 022daniell

Olá, irissumie! Obrigado por enviar seu te[…]

Segunda redação

Nicky7 , fluttershy lais458 Deivson123 Max[…]

Olá, Silvest! Obrigado por enviar sua reda&[…]

Na obra cinematográfica americana “Th[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM