Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Nicole18
#49717
No documentário "A vida de quem só ouve falar", exposto pela plataforma de "streaming" "YouTube" ,é possível observar o caso da ex-vereadora Sioneide, a qual é analfabeta e por conta disso, decidiu não mais concorrer para as eleições de sua cidade ,uma vez que essa não obtinha confiança o suficiente em si mesma para ajudar na administração de uma cidade em decorrência de sua condição. De forma análoga ,muitos brasileiros também sofrem com as consequências do analfabetismo funcional em seu cotidiano ,como por exemplo, não possuir confiança em seu trabalho, assim como a ex-vereadora mencionada anteriormente. Nsse sentido ,em virtude da falta de debate por meio da mídia e da falta de incentivo familiar emerge um problema complexo que precisa ser revertido.

Primeiramente, vale acentuar que uma das causas latentes para configuração de tal problema é a falta de debate midiático. Segundo o filósofo Foucault, na sociedade pós-moderna, muitos temas são silenciados para que estruturas de poder sejam mantidas. À luz dessa perspectiva, entende-se que o silenciamento da mídia sobre o analfabetismo funcional -como a falta de debate sobre o assunto em programas de televisão aberta, por exemplo- pode não só causar uma visão limitada na sociedade sobre a questão presente no Brasil, como também ,pode causar uma visão errônea sobre o panorama ,haja vista que a partir do momento em que o indivíduo não possui determinado embasamento ou conhecimento sobre tal situação, dificilmente ele poderá argumentar e colaborar para uma resolução. Logo ,percebe-se que a falta de informações midiáticas corrobora para que o problema prevaleça.

Ademais ,outra razão para ocorrência destas contrariedades é a falta de incentivo familiar. Na série televisiva "When calls the heart", exposta pela plataforma de "streaming" "Netflix" ,é narrado caso do personagem Bo, o qual possui enormes dificuldades na leitura ,ou seja ,não conseguia ler uma simples frase e,ainda , era constantemente desmotivado por seu pai, já que esse acreditava que a escola não estava por cumprir seu papel . Dessa maneira ,é certo que, assim como o um pai de Bo, vários brasileiros acreditem que a responsabilidade de ensinar e motivar o aluno seja toda e exclusivamente da escola , entretanto ,é indubitável que a motivação dos pais aos seus filhos na educação é indispensável. Assim, compreende-se que o incentivo familiar é vital para alfabetização de crianças ,por exemplo.

Portanto, é papel da Mídia -como canais de televisão aberta- em parceria com a ANCINE, promover campanhas publicitárias sobre o analfabetismo funcional no país, por meio de verbas governamentais ,a fim de trazer informações e abranger a visão da população sobre tal assunto.

Observações : Essa é a minha primeira redação após um período de estiagem , confesso que não estou tão contente com o desempenho :/
Ps: a conclusão ficou pequena porque , infelizmente , eu só possuía 3 linhas para finalizar a minha redação
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 130

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 130

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Por corricagabi
#50295
Sobre INTRODUÇÃO:
** erros de virgulas e coesão entre as frases (tenta procurar mais sinônimos pras palavras e frases mais curtas para explicar a mesma coisa)
“como por exemplo, não possuir confiança” poderia ter sido trocado para “por não possuírem confiança” e “assim como a ex-vereadora mencionada anteriormente” por “assim como Sioneide”
** Na tese, você diz que emerge um problema mas não disse qual é ele exatamente, deixando um pouco vago.

Sobre DESENV.1:
*No tópico frasal já foi dito sobre a falta de debate sobre o assunto, mas a frase é repetida em: “sobre o analfabetismo funcional -como a falta de debate sobre o assunto em programas de televisão aberta, por exemplo- pode”
**em ”como também ,pode causar uma visão errônea” a repetição do “pode causar” poderia ter sido evitada só omitindo, assim: ”como também, uma visão errônea”
***faltou um pouco de coerência no final, pois quando você diz sobre visão errônea, parece que vai abordar a temática do preconceito devido a falta de informação, mas, na verdade, aborda a dificuldade de colaborar para soluções (soluções de que?). Além disso, na frase final você só repete o que já foi dito antes.

Sobre DESENV.2:
* Sobre a primeira frase: que contrariedades?
** recomendo citar series, filmes e afins como embasamento só depois de já ter explicado seu argumento, pois do jeito que está escrito parece padrão para uma introdução, mas não para um desenvolvimento.
*** tenta não usar tantas palavras incomuns -que as vezes custam muito espaço e atrapalham o entendimento- e usa o espaço que sobra pra desenvolver de forma mais clara o que você quer passar

Sobre CONCLUSÃO:
*Aqui não foi usado um tópico frasal, deixando o paragrafo com só uma frase -o que é um problema.
**Faltou bastaaaante detalhamento e não retomou nenhuma ideia da introdução.

GERAL: Apesar de entender o que você escreveu, falta uma progressão textual (as ideias se complementando e fluindo), planejamento de texto (recomendo que pesquise sobre isso, tem vários vídeos no youtube, por ex) e não sei se foi por ter escrito no computador ou celular, mas tem vários erros ortográficos (principalmente virgulas em posição errada).
Olha, como voce disse que está há um tempo sem escrever, não se sinta desmotivada não. Sei que é muito difícil, mas não impossivel! se empenha e pesquisa mais sobre a estrutura da redação que voce vai chegar na nota que quer!!!
Boa sorte!
Avatar do usuário
Por jherodrigues
#50397
No documentário "A vida de quem só ouve falar", exposto pela plataforma de "streaming" "YouTube" < não é necessária essa parte], é possível observar o caso da ex-vereadora Sioneide, a qual é analfabeta e por conta disso, decidiu não mais concorrer para as eleições de sua cidade, uma vez que essa não obtinha confiança o suficiente em si mesma para ajudar na administração de uma cidade em decorrência de sua condição. De forma análoga, muitos brasileiros também sofrem com as consequências do analfabetismo funcional em seu cotidiano, como por exemplo, não possuir confiança em seu trabalho, assim como a ex-vereadora mencionada anteriormente. Nesse sentido, em virtude da falta de debate por meio da mídia e da falta de incentivo familiar emerge um problema complexo que precisa ser revertido.

Primeiramente, vale acentuar que uma das causas latentes para configuração de tal problema é a falta de debate midiático. Segundo o filósofo Foucault, na sociedade pós-moderna, muitos temas são silenciados para que estruturas de poder sejam mantidas. À luz dessa perspectiva, entende-se que o silenciamento da mídia sobre o analfabetismo funcional - como a falta de debate sobre o assunto em programas de televisão aberta, por exemplo - pode não só causar uma visão limitada na sociedade sobre a questão presente no Brasil, como também, pode causar uma visão errônea sobre o panorama, haja vista que a partir do momento em que o indivíduo não possui determinado embasamento ou conhecimento sobre tal situação, dificilmente ele poderá argumentar e colaborar para uma resolução. Logo, percebe-se que a falta de informações midiáticas corrobora para que o problema prevaleça.

Ademais, outra razão para ocorrência destas contrariedades é a falta de incentivo familiar. [faltou conectivo] Na série televisiva "When calls the heart", exposta pela plataforma de "streaming" "Netflix", é narrado caso do personagem Bo, o qual possui enormes dificuldades na leitura, ou seja, não conseguia ler uma simples frase e, ainda, era constantemente desmotivado por seu pai, já que esse acreditava que a escola não estava por cumprir seu papel . Dessa maneira, é certo que, assim como o um pai de Bo, vários brasileiros acreditem que a responsabilidade de ensinar e motivar o aluno seja toda e exclusivamente da escola, entretanto, é indubitável que a motivação dos pais aos seus filhos na educação é indispensável. Assim, compreende-se que o incentivo familiar é vital para alfabetização de crianças, por exemplo.
* Seus desenvolvimentos estão na estrutura certa, mas são bem grandes, procure tirar detalhamentos e retomadas desnecessárias, para economizar linhas

Portanto, [faltou arrematar o tema aqui] é papel da mídia - como canais de televisão aberta - em parceria com a ANCINE, promover campanhas publicitárias sobre o analfabetismo funcional no país, por meio de verbas governamentais, a fim de trazer informações e abranger a visão da população sobre tal assunto.
* Intervenção completa, mas fraca, isso é conscientização e é considerado algo ineficaz

@medlover @Costa2020 @Felipe082 @RafaNaBase @Nicol[…]

As doenças mentais alcançaram elevad[…]

Segundo a Organização Mundial da Sa&[…]

Oii Iss, não consigo colorir aqui, ent&atil[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM