Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por Vith
#49328
Na tese "cidadão de papel", desenvolvida pelo jornalista brasileiro Gilberto Dimenstein, o autor denomina o termo como um indivíduo que apesar de possuir direitos na legislação, não usufrui dos mesmos devido à desinformação ou à subtração destes pela máquina governamental. Ao observarmos o contexto do analfabetismo digital, é cabível fazer uma analogia à tese do jornalista, uma vez que por conta da ausência do Estado no incentivo à inclusão digital e a baixa condição financeira de grande parte da população, os indivíduos tem seus direitos de educação e igualdade subtraídos, tornando a inclusão digital uma realidade distante.
Primordialmente, deve-se ressaltar a ineficácia do Estado em incentivar e capacitar os funcionários de ensino público a utilizar plataformas de ensino digitais, fazendo, assim, com que se levante uma barreira que dificulta o contato do profissional de ensino com o aluno, tornando o ensino à distância uma atividade infrutífera para a maioria dos estudantes.
Ademais, cabe apontar a péssima qualidade financeira de grande parcela da população como um impulsionador do analfabetismo digital. O artigo 5° da Constituição Federal - documento jurídico de maior importância do país -, prevê a igualdade como direito inerente a qualquer cidadão brasileiro. Entretanto, quando é observada a dificuldade do acesso à tecnologia pela população pobre, constata-se que a prerrogativa prevista pela Constituição não tem se reverberado. Por conta do baixo salário mínimo e do alto custo dos aparelhos digitais - proveniente de altos valores de impostos - a parcela mais carente da sociedade se distância da inclusão digital. Logo, é inadmissível que este cenário continue a perdurar.
Portanto, para que esse obstáculo seja superado, medidas cabíveis devem ser estabelecidas. Visto isso, o Ministério da Educação deve criar um programa, de nome ENSINO PARA O FUTURO, por meio de recursos disponibilizados pelo Governo Federal, com o intuito de capacitar os profissionais de ensino para a utilização de ferramentas digitais de aprendizado, além de aumentar o direcionamento de verbas para o desenvolvimento tecnológico de escolas localizadas em regiões mais carentes do país. Apenas assim, tornar-se-á possível a abolição do analfabetismo digital e que a sociedade não seja mais composta por "cidadãos de papel".

@GlendaMorais
@Geralcinoj
@Ashiley

Ola, ficaria extremamente grato se alguém fizesse a correção e a pontuação pra mim, agradeço desde já :D
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

A Constituição de 1988 é o do[…]

Em uma de suas obras, o escritor Machado de Assis […]

As doenças mentais são um dos maiore[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM