• Avatar do usuário
#80429
A obra da artista brasileira Tarsila do Amaral ‘’ Abaporu’’ representa de modo desproporcional, o corpo do ser da obra, que possui uma pequena cabeça em relação aos outros membros. Por essa perspectiva, ‘’ Abaporu’’ também pode simbolizar a debilidade reflexiva que cerca o analfabetismo digital no Brasil. Assim, torna-se claro que esse panorama se acentua cada vez mais com a evolução tecnológica. Nesse sentido, atuam agravando esse quadro não só o individualismo social como também a omissão estatal.

Primeiramente, vale ressaltar que a problemática encontra terra fértil no individualismo e na falta de empatia. Dessa forma, consoante o filósofo polonês Zigmunt Bauman, vive-se em uma sociedade individualista, a qual não se importa com os relacionamentos interpessoais e problemas alheios. Dessarte, os mártires desse flagelo social, fruto da falta de empatia humana são os indivíduos analfabetos digital, ao passo que, constantemente, são colocados à margem do corpo social e privados dos benefícios tecnológicos. Nesse contexto, os cidadãos negligenciam auxílio a parcela da população canarinha que não consegue se integrar na era digital. À vista disso, é fundamental elucidar o corpo social, salientando a importância de promover a inclusão dos indivíduos marginalizados.

Ademais, cabe pontuar que a omissão do Estado perante a integração dos analfabetos digitais na sociedade é peça-chave desse imbróglio. Sob essa lógica, Thomas Hobbes, filósofo inglês, defendia que é dever do Estado proporcionar meios que auxiliem o progresso de toda a coletividade. A máxima do intelectual, todavia, destoa da realidade, fato que se materializa na quantidade irrisória, especialmente por parte do Ministério da Educação, de mobilizações para educar e introduzir esses indivíduos no mundo globalizado. Consequentemente, segundo a pesquisa divulgada pela Fundação Getúlio Vargas, o Brasil ocupa a 72° colocação no ranking que avalia a inclusão digital de 150 países. Portanto, a displicência da máquina pública fere os princípios pontuados por Hobbes e, ao mesmo tempo, inviabiliza a capacitação dessa parcela analfabeta.

Diante do exposto, infere-se que medidas são essenciais para minimizarmos o número de cidadãos excluídos pela evolução tecnológica. Desse modo, é imperiosa uma ação do Ministério da Educação, utilizando as mídias sociais para difundir a aproximação entre a população digitalizada e os analfabetos, e então manipular toda a sociedade para incluir e capacitar os indivíduos marginalizados. Somente assim, poder-se-á atenuar esse quadro no Brasil, quebrando a debilidade reflexiva apresentada em Abaporu.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Obrigado, se possível, corrija a minha do E[…]

@eurodrigo poderia dar uma olhada?

Correção flash • Modelo ENEM […]

Correção flash • Modelo ENEM […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM