Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por Pedrohe55
#49084
A partir da terceira revolução industrial, iniciada na metade do século XX, o mundo a passou a ter conexão com um do maiores destaque desse advento : a internet. Entretanto, tal conquista tecnológica é experimentado de forma desigual na sociedade, possibilitando o surgimento de analfabetos digitais. Acerca disso, convém destacar os impasses que implicam diretamente nessa problemática no Brasil como : a desigualdade de renda e a falta de acesso a cibernético por parte da população.

Inicialmente, cabe ressaltar os impactos da desigualdade social no consumo tecnológico e suas inevitáveis consequências. De acordo com o Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), o Brasil é o sétimo país mais desigual do mundo, ficando atrás apenas de países africanos. À vista disso, tal problema social dificulta o acesso hegemônico da população a mecanismos digitais, haja vista que uma parcela significativa dos indivíduos não terão condições financeiras de adquirir ferramentas de alto valor técnico e científico como : celulares, computadores e internet. Destarte, esse panorama cria um empecilho referente a educação tecnológica, dificultando, infelizmente, o aprendizado igualitário das pessoas de baixa renda que, indubitavelmente, não serão inseridos formalmente na sociedade atual.

Outrossim, cabe salientar os danos sociais causados pela inacessibilidade tecnológica que perdura no país em meio a um contexto mundial excludente. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), um em cada 4 pessoas no Brasil não tem acesso à internet, representando 46 milhões de brasileiros. Sendo a atualidade mundial marcada por serviços digitais, essa prospecção nacional evidencia um contexto dificultoso para os indivíduos que fazem parte dessa pesquisa já que a contemporaneidade exige destes certa experiência com aparelhos virtuais, tanto para compras online quanto para obtenção de conhecimento e informação nesses meios. Mediante a isso, torna-se inviável que a população desfavorecida tecnologicamente tenha uma melhor inserção social na modernidade, promovendo, desgraçadamente, uma maior segregação neste espaço.

Diante do exposto, verifica-se uma problemática que necessita urgentemente de medidas atenuantes para sua resolução. Nesse sentido, o governo federal deve criar um incentivo ao consumo de produto digitais, através de isenções fiscais sobre objetos dessa categoria, para que uma maior parcela da população tenha condições de adquirir aparelhos tecnológicos e haja, por conseguinte, um melhor desenvolvimento destes no atua mundo modernizado. Busca-se, com isso, mitigar os impasses originados na revolução informacional do século XX.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desde o inicio da pandemia que nos encontramos at&[…]

Analfabetismo no Brasil

No panorama hodierno, o analfabetismo no Brasil &e[…]

Com a chegada desse vírus em nosso pa&iacut[…]

Analfabetismo digital

A constituição federal de 1988 promu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM