Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#57151
Policarpo Quaresma, protagonista de Lima Barreto, do clássico livro “O triste fim de Policarpo Quaresma", sempre teve como característica marcante um nacionalismo ufanista, acreditando em um Brasil utópico. Entretanto, os problemas hídricos, tornam o país ainda mais distante do imaginado pelo sonhador personagem. Perante essa perspectiva, seja pela negligência estatal, seja pela forte mentalidade individualista, a indiferença com as diretrizes de saneamento público, continua afetando de forma negativa o cotidiano brasileiro, o que exige uma demanda de reflexões.
Em primeira análise, o descaso com o despejo irregular de detritos mostra-se um desafi à população em geral, sobretudo, a moradores de regiões com altos índices industriais (estimuladores produtivos de toneladas de materiais descartáveis), uma vez que poucos recursos são destinados pelo Estado, na administração populacional da liberação de dejetos em locais apropriados. De acordo com a pesquisa levantada pelo Ministério Público, a causa de enchentes se deve prioritariamente pela quantidade de lixo armazenado em locais com acessos comprometedores ao bem estar da população, ocasionando ao fechamento de bocas de lobo. Consoante a isso, faz-se mister que o Estado invista minimamente em políticas públicas de saneamento básico.
Somado a isso, a subjetividade individualizada da população dificulta na execução de melhorias tanto para a regulamentação do despejo exacerbado de água como pela execução de políticas sociais, na luta pela inatividade da poluição, visto que o comportamento padronizado atua no crescimento desordenado da crise hídrica. Segundo as associações realizadas pelo filósofo Theodor Adorno, em seu livro “Educação após Auschwitz", pessoas com grande capacitação técnica não apresentam necessariamente uma formação humana, o que explica a falta de consenso referente às causas que problemas atribuídos trarão para a sociedade.
Portanto, a passagem da água para as residências, apresenta barreiras preocupantes. Para amenizar esse cenário urge que o Estado invista, por meio de verbas, na melhoria do saneamento das cidades, assim como, na criação de catálogos e palestras que orientem precauções para impedir o crescimento da poluição, afim de solucionar os problemas enfrentados com a água, e democratizar a visão de aspectos antes desdenhados, mostrando -se possível a complementação individual do bem comum.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A pandemia do novo Corona Vírus que se inic[…]

Gostaria de saber aonde eu poderia encontrar a aba[…]

É notório que essa pandemia afetou a[…]

Segundo dados do site IPEA (Instituto de Pesquisa […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM