Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#42472
Na Idade Antiga, foi construído uma das sete maravilhas—a pirâmide de Quéops—que se mantém, mesmo que degradada, não por sua conservação e sim pela grandiosidade dela, diferente das outras seis, que atualmente estão somente nos livros de história. Em relação a isso, é possível inferir que é mister a conservação do patrimônio histórico-cultural, a destacar o Brasil por ser um país descoberto há mais de cinco séculos, no qual resulta a possibilidade de conservar os patrimônios mais antigos das terras brasileiras. Desse modo, surge problemas relacionados ao descompromisso estatal e o serviço ineficiente oferecido ao instituto de conservação do patrimônio cultural.

Em primeira análise, o Estado não cumpre o proposto na constituição. No Estado Novo, Getúlio Vargas sanciona a lei que tem como dever a proteção histórico e cultural, que é válida até os dias atuais. Entretanto, a prática é ineficaz, já que está aberto a possibilidade de vandalismo nos locais por ausência ou pouca vigilância até mesmo medidas de reforma que demandam vários processos burocráticos que resultam no processo lento da aprovação deste. Sendo assim, isso resulta em desinteresse generalizado da importância dos locais que precisam ser conservados.

Outrossim, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) não possui autonomia monetária das reformas. Nessa perspectiva, segundo o "G1", o Órgão (IPHAN) lançou uma campanha para conscientizar a importância da manutenção da "Praça dos Três Poderes". Dessa maneira, é notório o desserviço governamental, o que no fim não se conscientizam e essas zonas se tornam irrelevantes da prática de turismo. Assim, essas áreas só tendem a serem totalmente degradadas, depois demolidas e construída outra residência com outro propósito.

Dessarte, é imprescindível o melhoramento do hodierno praticado, pois são ineficientes em alguns aspectos já citados. Então, o Ministério do Turismo, junto com o Ministério da Segurança Pública devem sancionar a lei cujo objetivo é a vigilância integral das residências e áreas culturais-históricas. O meio será fornecido por seguranças terceirizados—empresa privada—, a fim de qualificar a proteção dessas áreas dos infratores que intencionalmente picham os locais, furtam e destroem o que é possível. Com essa intervenção, os problemas associados a conservação serão eliminados, assim, as estruturas históricas não se tornarão apenas recordações escritas e imagens como as sete maravilhas do mundo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#42475
@Ashiley, @GlendaMorais, @jherodrigues, @Anna1. Por favor, poderiam corrigir a minha redação? Agradeço pela atenção. :mrgreen:
#42486
Anna1 escreveu:
Geralcinoj escreveu:@Ashiley, @GlendaMorais, @jherodrigues, @Anna1. Por favor, poderiam corrigir a minha redação? Agradeço pela atenção. :mrgreen:
Em breve!
Obrigado!
#42497
Ei, boa noite! :D
Eu achei sua redação ótima, não tenho muito o que falar, sério mesmo.Talvez sobre a solução que, juridicamente falando, os ministérios não sancionam lei, eu trocaria esse termo por outro, um "propor" talvez. Mas, sinceramente, não sei se tem relevância isso.

Acredito que as outras meninas tem mais experiência para corrigir s2
#42500
jherodrigues escreveu:Ei, boa noite! :D
Eu achei sua redação ótima, não tenho muito o que falar, sério mesmo.Talvez sobre a solução que, juridicamente falando, os ministérios não sancionam lei, eu trocaria esse termo por outro, um "propor" talvez. Mas, sinceramente, não sei se tem relevância isso.

Acredito que as outras meninas tem mais experiência para corrigir s2
Boa noite, @jherodrigues. Agradeço pela dica. Nem sei porque não pensei nisso, já que eles são do executivo. Deveria ter prestado mais atenção. Obrigado. :D
#42501
Claro @Geralcinoj ;)

Contextualização
Apresentação do tema
Tese
Termos coesivos
Tópico Frasal
Dados
Argumentação
Arrematação da Tese
Elementos da proposta de intervenção
Frase de efeito
Comentários


Na Idade Antiga, foi construído uma das sete maravilhas—a pirâmide de Quéops—que se mantém, mesmo que degradada, não por sua conservação e sim pela grandiosidade dela, diferente das outras seis, que atualmente estão somente nos livros de história. Em relação a isso, é possível inferir que é mister a conservação do patrimônio histórico-cultural, a destacar o Brasil por ser um país descoberto há mais de cinco séculos, no qual resulta a possibilidade de conservar os patrimônios mais antigos das terras brasileiras. Desse modo, surge problemas relacionados ao descompromisso estatal e o serviço ineficiente oferecido ao instituto de conservação do patrimônio cultural.( Boa, contextualizou, apresentou o tema e a tese, porém acho que ficou um pouco confusa a relação da preservação do pratrimônio no Brasil, sendo que quando você apresenta o tema, diz que há uma preservação, mas ai contrapôem com a tese. Ficou um pouco contraditório!)

Em primeira análise, o Estado não cumpre o proposto na constituição.( Faltou o termo coesivo!) No Estado Novo, Getúlio Vargas sanciona a lei que tem como dever a proteção histórico e cultural, que é válida até os dias atuais. Entretanto,a prática é ineficaz, já que está aberto a possibilidade de vandalismo nos locais por ausência ou pouca vigilância até mesmo medidas de reforma que demandam vários processos burocráticos que resultam no processo lento da aprovação deste. Sendo assim, isso resulta em desinteresse generalizado da importância dos locais que precisam ser conservados.( Nesse desenvolvimento, sua abordagem foi limitada e superficial . Aconselho explorar mais e aprofundar mais suas ideias!)

Outrossim, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) não possui autonomia monetária das reformas. Nessa perspectiva, segundo o "G1", o Órgão (IPHAN) lançou uma campanha para conscientizar a importância da manutenção da "Praça dos Três Poderes". Dessa maneira, é notório o desserviço governamental, o que no fim não se conscientizam e essas zonas se tornam irrelevantes da prática de turismo. Assim, essas áreas só tendem a serem totalmente degradadas, depois demolidas e construída outra residência com outro propósito.( Nesse desenvolvimento , digo o mesmo que o D1, faltou dialogar mais e aprofundar mais as ideias! )

Dessarte, é imprescindível o melhoramento do hodierno praticado, pois são ineficientes em alguns aspectos já citados. Então,
o Ministério do Turismo, junto com o Ministério da Segurança Pública( vírgula) ( Agente)devem sancionar a lei cujo objetivo é a vigilância integral das residências e áreas culturais-históricas( Ação). ( Faltou o termo coesivo!)O meio será fornecido por seguranças terceirizados—empresa privada—( Meio), a fim de qualificar a proteção dessas áreas dos infratores que intencionalmente picham os locais, furtam e destroem o que é possível( Finalidade). Com essa intervenção, os problemas associados a conservação serão eliminados, assim, as estruturas históricas não se tornarão apenas recordações escritas e imagens como as sete maravilhas do mundo.( Conclusão incompleta! Faltou o detalhamento da ação!)

Redação muito boa, mas carece de alguns aspectos relevantes! Falta dá uma revisada na argumentação, nos termos coesivos e na proposta de intervenção.
No mais, é só!
Obrigado por me marcar para correção!
Obrigado também pelas maravilhosas coreções das redações!
Até mais! ;)
#42502
GlendaMorais escreveu:Claro @Geralcinoj ;)

Contextualização
Apresentação do tema
Tese
Termos coesivos
Tópico Frasal
Dados
Argumentação
Arrematação da Tese
Elementos da proposta de intervenção
Frase de efeito
Comentários


Na Idade Antiga, foi construído uma das sete maravilhas—a pirâmide de Quéops—que se mantém, mesmo que degradada, não por sua conservação e sim pela grandiosidade dela, diferente das outras seis, que atualmente estão somente nos livros de história. Em relação a isso, é possível inferir que é mister a conservação do patrimônio histórico-cultural, a destacar o Brasil por ser um país descoberto há mais de cinco séculos, no qual resulta a possibilidade de conservar os patrimônios mais antigos das terras brasileiras. Desse modo, surge problemas relacionados ao descompromisso estatal e o serviço ineficiente oferecido ao instituto de conservação do patrimônio cultural.( Boa, contextualizou, apresentou o tema e a tese, porém acho que ficou um pouco confusa a relação da preservação do pratrimônio no Brasil, sendo que quando você apresenta o tema, diz que há uma preservação, mas ai contrapôem com a tese. Ficou um pouco contraditório!)

Em primeira análise, o Estado não cumpre o proposto na constituição.( Faltou o termo coesivo!) No Estado Novo, Getúlio Vargas sanciona a lei que tem como dever a proteção histórico e cultural, que é válida até os dias atuais. Entretanto,a prática é ineficaz, já que está aberto a possibilidade de vandalismo nos locais por ausência ou pouca vigilância até mesmo medidas de reforma que demandam vários processos burocráticos que resultam no processo lento da aprovação deste. Sendo assim, isso resulta em desinteresse generalizado da importância dos locais que precisam ser conservados.( Nesse desenvolvimento, sua abordagem foi limitada e superficial . Aconselho explorar mais e aprofundar mais suas ideias!)

Outrossim, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) não possui autonomia monetária das reformas. Nessa perspectiva, segundo o "G1", o Órgão (IPHAN) lançou uma campanha para conscientizar a importância da manutenção da "Praça dos Três Poderes". Dessa maneira, é notório o desserviço governamental, o que no fim não se conscientizam e essas zonas se tornam irrelevantes da prática de turismo. Assim, essas áreas só tendem a serem totalmente degradadas, depois demolidas e construída outra residência com outro propósito.( Nesse desenvolvimento , digo o mesmo que o D1, faltou dialogar mais e aprofundar mais as ideias! )

Dessarte, é imprescindível o melhoramento do hodierno praticado, pois são ineficientes em alguns aspectos já citados. Então,
o Ministério do Turismo, junto com o Ministério da Segurança Pública( vírgula) ( Agente)devem sancionar a lei cujo objetivo é a vigilância integral das residências e áreas culturais-históricas( Ação). ( Faltou o termo coesivo!)O meio será fornecido por seguranças terceirizados—empresa privada—( Meio), a fim de qualificar a proteção dessas áreas dos infratores que intencionalmente picham os locais, furtam e destroem o que é possível( Finalidade). Com essa intervenção, os problemas associados a conservação serão eliminados, assim, as estruturas históricas não se tornarão apenas recordações escritas e imagens como as sete maravilhas do mundo.( Conclusão incompleta! Faltou o detalhamento da ação!)

Redação muito boa, mas carece de alguns aspectos relevantes! Falta dá uma revisada na argumentação, nos termos coesivos e na proposta de intervenção.
No mais, é só!
Obrigado por me marcar para correção!
Obrigado também pelas maravilhosas coreções das redações!
Até mais! ;)

Sua nota ficou 840!

C1> 180
C2 > 200
C3 > 140
C4 > 160
C5 > 160

Espero ter ajudado ;)
#42504
Olá, @GlendaMorais. Na introdução eu falei que é "mister" que é equivalente de "necessário", então não falei que a preservação ocorre. Sobre o detalhamento, eu posso escolher o que detalhar, exceto o agente, e optei por detalhar a finalidade. Naquele destaque do uso da vírgula, seu eu utilizasse, estaria separando o sujeito do verbo, o que não pode ocorrer. No mais, agradeço pela correção. Treinarei a minha argumentação para conseguir escrever mais nos desenvolvimentos. :D

Ah, esqueci de marcar o " nossa " (concl[…]

José de Alencar, grande escritor na fase do[…]

Boa noite! Sua redação está […]

ensino remoto

Os avanços tecnológicos vem facilita[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM