• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#70957
O filme "Parasita" retrata duas realidades diferentes: enquanto a família rica vê uma massiva chuva como sinal de benção e prosperidade, a família pobre tem sua casa alagada, perde todos os seus bens e é obrigada a passar a noite em um ginásio com outras dezenas de desabrigados. Paralelamente, no Brasil, as tragédias relacionadas às enchentes trazem enorme devastação e desesperança, sobretudo àqueles mais pobres. Logo, torna-se necessário analisar a ação da desigualdade social e do comportamento do Estado nessa problemática.

Nesse contexto, as disparidades socioeconômicas agem como agravantes do revés. Acerca disso, o dramaturgo Ariano Suassuna afirma que existe uma injustiça secular que divide o Brasil em dois países distintos: o dos privilegiados e o dos despossuídos. Dito isso, entende-se que a porção desfavorecida da população abrange aqueles que vivem em áreas suburbanas e sem infraestrutura, o que faz com que a água das chuvas inunde suas casas, acarretando perda de móveis, roupas e posses no geral. Assim, urge minimizar tal condição para que fatores climáticos, como a chuva, não sejam mais temidos.

Ademais, o mau desempenho estatal contribui para a permanência do problema. A esse respeito, o filósofo inglês Thomas Hobbes defende a ideia de que é dever do Estado propiciar meios que auxiliem o desenvolvimento social. Entretanto, esse pensamento não é concretizado, uma vez que o governo não direciona verbas para projetos que visem o escoamento e absorção das águas, como a permeabilização do solo, o que, por consequência, evitaria inundações e os impasses relacionados a ela, tal como o alagamento de residências e a transmissão de doenças infecciosas. Sendo assim, essa negligência se torna ilógica em uma sociedade dita desenvolvida.

Portanto, é indubitável a necessidade de mitigar os fatores que causam enchentes no Brasil. Por isso, com o fito de solucionar a ineficiência governamental e reduzir os impactos das desigualdades sociais, as prefeituras municipais devem, através da construção de parques e gramados, promover projetos voltados para a infraestrutura dos bairros pobres com foco no aumento da permeabilidade do solo, o que fará com que a água das chuvas seja absorvida e não se acumule nas ruas. Desse modo, cenas como as de "Parasita" serão restritas à ficção.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#71464
Oioi, tudo bem? Sou apenas estudante, então estarei apenas dando minha opinião sobre seu texto.

Azul: apresenta recurso esperado
Vermelho: erro
Amarelo: ajuste ou não é necessário
Laranja: observações

INTRODUÇÃO:

O filme "Parasita" retrata duas realidades diferentes: enquanto a família rica vê uma massiva chuva como sinal de benção e prosperidade, a família pobre tem sua casa alagada, perde todos os seus bens e é obrigada a passar a noite em um ginásio com outras dezenas de desabrigados. Paralelamente, no Brasil, as tragédias relacionadas às enchentes trazem enorme devastação e desesperança, sobretudo àqueles mais pobres. Logo, torna-se necessário analisar a ação da desigualdade social e do comportamento do Estado nessa problemática.

<< Uau! Não vi nenhum problema nesse parágrafo aqui! >>

DESENVOLVIMENTO 1:

Nesse contexto, as disparidades socioeconômicas ( Acho que o melhor aqui, seria "desigualdade social" agem como agravantes do revés (Não tenho certeza, mas acho que era preciso a retomada do tema aqui, de forma clara). Acerca disso, o dramaturgo Ariano Suassuna afirma que existe uma injustiça secular que divide o Brasil em dois países distintos: o dos privilegiados e o dos despossuídos. Dito isso, entende-se que a porção desfavorecida da população ( aqui você poderia colocar "como apresentado pelo dramaturgo) abrange aqueles que vivem em áreas suburbanas e sem infraestrutura, o que faz com que a água das chuvas inunde suas casas, acarretando perda de móveis, roupas e posses no geral. Assim, urge minimizar tal condição para que fatores climáticos, como a chuva, não sejam mais temidos (FECHAMENTO)

<< você possui uma boa argumentação! Entretanto, só veja as observações que coloquei no decorrer do parágrafo. >>

DESENVOLVIMENTO 2:

Ademais, o mau desempenho estatal contribui para a permanência do problema. A esse respeito, o filósofo inglês , Thomas Hobbes, defende a ideia de que é dever do Estado propiciar meios que auxiliem o desenvolvimento social. Entretanto, esse pensamento não é concretizado, uma vez que o governo não direciona verbas para projetos que visem o escoamento e absorção das águas, como a permeabilização do solo, o que, por consequência, evitaria inundações e os impasses relacionados a ela, tal como o alagamento de residências e a transmissão de doenças infecciosas. Sendo assim, essa negligência se torna ilógica em uma sociedade dita desenvolvida (FECHAMENTO).

<< MEU DEUS, estou impressionada com a produtividade que você emprega o repertório a favor do seu argumento!! >>

CONCLUSÃO:

Portanto, é indubitável a necessidade de mitigar os fatores que causam enchentes no Brasil. Por isso, com o fito de solucionar a ineficiência governamental e reduzir os impactos das desigualdades sociais, as prefeituras municipais (AGENTES)devem, através da construção de parques e gramados (MEIO), promover projetos voltados para a infraestrutura dos bairros (AÇÃO)pobres com foco no aumento da permeabilidade do solo (DETALHAMENTO), o que fará com que a água das chuvas seja absorvida e não se acumule nas ruas (EFEITO). Desse modo, cenas como as de "Parasita" serão restritas à ficção.

<<Só tenho elogios a cerca dessa conclusão. Tá incrível! >>

Bem, assim, acabo minha analise aqui! Espero ter lhe ajudado de alguma forma. Beijão <3

⚠️ Não sou muito boa com as competências. Então, vou pontuar sua redação de acordo com meus conhecimentos. ⚠️

( Mil desculpas se cometi algum erro ao decorrer da minha análise, não sou profissional.)
#71475
geoca escreveu:Oioi, tudo bem? Sou apenas estudante, então estarei apenas dando minha opinião sobre seu texto.

Azul: apresenta recurso esperado
Vermelho: erro
Amarelo: ajuste ou não é necessário
Laranja: observações

INTRODUÇÃO:

O filme "Parasita" retrata duas realidades diferentes: enquanto a família rica vê uma massiva chuva como sinal de benção e prosperidade, a família pobre tem sua casa alagada, perde todos os seus bens e é obrigada a passar a noite em um ginásio com outras dezenas de desabrigados. Paralelamente, no Brasil, as tragédias relacionadas às enchentes trazem enorme devastação e desesperança, sobretudo àqueles mais pobres. Logo, torna-se necessário analisar a ação da desigualdade social e do comportamento do Estado nessa problemática.

<< Uau! Não vi nenhum problema nesse parágrafo aqui! >>

DESENVOLVIMENTO 1:

Nesse contexto, as disparidades socioeconômicas ( Acho que o melhor aqui, seria "desigualdade social" agem como agravantes do revés (Não tenho certeza, mas acho que era preciso a retomada do tema aqui, de forma clara). Acerca disso, o dramaturgo Ariano Suassuna afirma que existe uma injustiça secular que divide o Brasil em dois países distintos: o dos privilegiados e o dos despossuídos. Dito isso, entende-se que a porção desfavorecida da população ( aqui você poderia colocar "como apresentado pelo dramaturgo) abrange aqueles que vivem em áreas suburbanas e sem infraestrutura, o que faz com que a água das chuvas inunde suas casas, acarretando perda de móveis, roupas e posses no geral. Assim, urge minimizar tal condição para que fatores climáticos, como a chuva, não sejam mais temidos (FECHAMENTO)

<< você possui uma boa argumentação! Entretanto, só veja as observações que coloquei no decorrer do parágrafo. >>

DESENVOLVIMENTO 2:

Ademais, o mau desempenho estatal contribui para a permanência do problema. A esse respeito, o filósofo inglês , Thomas Hobbes, defende a ideia de que é dever do Estado propiciar meios que auxiliem o desenvolvimento social. Entretanto, esse pensamento não é concretizado, uma vez que o governo não direciona verbas para projetos que visem o escoamento e absorção das águas, como a permeabilização do solo, o que, por consequência, evitaria inundações e os impasses relacionados a ela, tal como o alagamento de residências e a transmissão de doenças infecciosas. Sendo assim, essa negligência se torna ilógica em uma sociedade dita desenvolvida (FECHAMENTO).

<< MEU DEUS, estou impressionada com a produtividade que você emprega o repertório a favor do seu argumento!! >>

CONCLUSÃO:

Portanto, é indubitável a necessidade de mitigar os fatores que causam enchentes no Brasil. Por isso, com o fito de solucionar a ineficiência governamental e reduzir os impactos das desigualdades sociais, as prefeituras municipais (AGENTES)devem, através da construção de parques e gramados (MEIO), promover projetos voltados para a infraestrutura dos bairros (AÇÃO)pobres com foco no aumento da permeabilidade do solo (DETALHAMENTO), o que fará com que a água das chuvas seja absorvida e não se acumule nas ruas (EFEITO). Desse modo, cenas como as de "Parasita" serão restritas à ficção.

<<Só tenho elogios a cerca dessa conclusão. Tá incrível! >>

Bem, assim, acabo minha analise aqui! Espero ter lhe ajudado de alguma forma. Beijão <3

⚠️ Não sou muito boa com as competências. Então, vou pontuar sua redação de acordo com meus conhecimentos. ⚠️

( Mil desculpas se cometi algum erro ao decorrer da minha análise, não sou profissional.)
muitíssimo obrigada pelas observações, @geoca! tenho certeza q irão me ajudar a evoluir, bjs <3
#73167
Eii!!!!
Primeiramente, quero pedir perdão por não ter corrigido a sua ultima redação :?
Sei que venho acompanhando seu desenvolvimento,- o que me alegra muito - mas tenho estado muuuito ocupada e acabo perdendo algumas redações de vista.

Dei uma olhada na minha ultima correção e vi que, o único ponto que você precisava melhorar era na conclusão (mais especificamente no modo/meio). EEEEEE ADIVINHA??? VOCÊ MELHOROU! Minha nossa, como você evoluiu :o
Dei uma lida e analisada nessa sua redação e ela foi tão bem escrita que consegui identificar os elementos de primeira, a argumentação ficou SUPER pertinente e seus repertórios foram maravilhosos. Daqui para frente vai ser só benção!

Fico muito feliz e orgulhosa de todo seu esforço. Tenho certeza que seu notão sai :)
(me conta depois quanto que foi hein <3)

Um abraçoooooooo e desculpe a ausência :oops:
@hel0oooo
#73190
vitoriaca escreveu:Eii!!!!
Primeiramente, quero pedir perdão por não ter corrigido a sua ultima redação :?
Sei que venho acompanhando seu desenvolvimento,- o que me alegra muito - mas tenho estado muuuito ocupada e acabo perdendo algumas redações de vista.

Dei uma olhada na minha ultima correção e vi que, o único ponto que você precisava melhorar era na conclusão (mais especificamente no modo/meio). EEEEEE ADIVINHA??? VOCÊ MELHOROU! Minha nossa, como você evoluiu :o
Dei uma lida e analisada nessa sua redação e ela foi tão bem escrita que consegui identificar os elementos de primeira, a argumentação ficou SUPER pertinente e seus repertórios foram maravilhosos. Daqui para frente vai ser só benção!

Fico muito feliz e orgulhosa de todo seu esforço. Tenho certeza que seu notão sai :)
(me conta depois quanto que foi hein <3)

Um abraçoooooooo e desculpe a ausência :oops:
@hel0oooo
AAAAAAAAA muito obrigada!!! Boa parte dessa evolução eu devo a você e às suas análises incríveis. Pensar que há alguns meses eu tinha mais medo da redação do que da prova de natureza (que, por sinal, eu ainda tenho medo mas não vem ao caso kkkk) e em pouco tempo consegui chegar nas notas mais altas me dá uma confiança e um sentimento de capacidade enormes.

Mais uma vez: obrigada! Precisando de mim, eu ficarei imensamente feliz em ajudar <3

Anabia15 , PFVRR CORRIGE MINHA REDAÇ&Atild[…]

Olá, thayolivb . Aqui está a corre&[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/combate-ao-a[…]

GabrielFelix obg💕

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM