• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#91112
Segundo a teoria " Banalidade do Mal " da filósofa Hannah Arendt, a sociedade passou por um grande processo de massificação, fazendo com que nós nem percebamos mais os problemas sociais. Nesse sentido, verifica-se que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil, uma vez que a incoerente ingestão de alguns alimentos pode causar obesidade. À vista disso, percebe-se a configuração de um grave problema em virtude da má influência midiática e da falta de conhecimento.
Dessa forma, em primeira análise, a interferência da mídia é um desafio presente no imbróglio. De acordo com o escritor George Orwell "a mídia controla a massa". Nessa lógica, vê-se que a sociedade é influenciada por tudo aquilo que vê na mídia, e em se tratando de alimentação os meios midiáticos fazem abundante propaganda de alimentos industrializados e dessa maneira influem as pessoas a consumirem muitos produtos com alta concentração de açúcares, sais e gorduras, o que, consequentemente faz com que as mesmas tenham uma alimentação irregular e estejam propícias a desenvolver a obesidade. Assim, é preciso que o consumo de alimentos naturais e ricos em fibras seja visto como algo vital para uma boa saúde.
Em paralelo, a falta de conhecimento é um entrave no que tange à problemática. Para a educadora norte-americana Claire Fagin, o conhecimento dá a oportunidade de fazer a diferença. Nessa perspectiva é notório que o desconhecimento também leva a coletividade a alimentar-se incorretamente, uma vez que por não conhecerem os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria, continuam se alimentando cada vez mais dos produtos industrializados e pouco dos naturais. Destarte, é imprescindível conhecer o que esses itens alimentícios causam no corpo humano.
Portanto, é indispensável intervir sobre a questão. Para isso, a mídia deve produzir e mostrar mais propagandas de alimentos saudáveis do que de industriais, por meio da televisão e das redes sociais, a fim de que a sociedade tenha uma boa influência alimentícia e mais conhecimento. Tal ação pode, ainda, mostrar os perigos à saúde diante do consumo excessivo de alimentos com alto teor de açúcares, gorduras e sais. Somente assim, a população perceberá o grave problema de alimentação e terá uma alimentação regular.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 133

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

0
#91127
Análise da Redação – Alimentação Irregular

Segundo a teoria "Banalidade do Mal", (1) da filósofa Hannah Arendt, a sociedade passou por um grande processo de massificação, fazendo com que nós nem percebamos (2) mais os problemas sociais. Nesse sentido, verifica-se que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil, uma vez que a incoerente ingestão de alguns alimentos pode causar obesidade. (3) À vista disso, percebe-se a configuração de um grave problema em virtude da má influência midiática e da falta de conhecimento. (4)

(1) – Para isolar o aposto, a vírgula deve ser aplicada.
(2) – “Nós” é um elemento que marca pessoalidade, o que não é tolerado no ENEM. Sugestão: Faça a substituição do “nós nem percebamos” para “muitos indivíduos nem percebam”.
(3) – Por que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil? A sua explicação não fez coerência, pois ela sequer menciona algo relacionado à sociedade e sua ignorância.
(4) – Bom parágrafo!

Dessa forma, em primeira análise, a interferência da mídia é um desafio presente no imbróglio. De acordo com o escritor George Orwell, (5) "a mídia controla a massa". Nessa lógica, vê-se que a sociedade é influenciada por tudo aquilo que vê na mídia (6), e em se tratando de alimentação os meios midiáticos fazem abundante propaganda de alimentos industrializados (7) e, dessa maneira, (8) influem as pessoas a consumirem muitos produtos com alta concentração de açúcares, sais e gorduras, (9) o que, consequentemente, (10) faz com que as mesmas tenham uma alimentação irregular e estejam propícias a desenvolver a obesidade. Assim, é preciso que o consumo de alimentos naturais e ricos em fibras seja visto como algo vital para uma boa saúde. (11)

(5) – Aqui, a vírgula deve ser aplicada para isolar o escritor da sua fala.
(6) – Você já citou “mídia” três vezes nesse parágrafo. Busque, então, utilizar sinônimos, como “canais de imprensa” e “veículos comunicativos”.
(7) – O que te levou a concluir que os meios midiáticos fazem muitas propagandas de alimentos industrializados? O repertório de Orwell não consegue fundamentar essa afirmação, pois a sua ideia é muito mais ampla.
(8) – Use vírgulas para isolar o conectivo “dessa maneira”.
(9) – Quais são esses produtos? Dê exemplos.
(10) – Use a vírgula para isolar o conectivo “consequentemente”.
(11) – Bom parágrafo. Atente-se, principalmente, ao preenchimento de lacunas argumentativas.

Em paralelo, a falta de conhecimento é um entrave no que tange à problemática. Para a educadora norte-americana Claire Fagin, o conhecimento dá a oportunidade de fazer a diferença. Nessa perspectiva, (12) é notório que o desconhecimento também leva a coletividade a alimentar-se incorretamente, uma vez que por não conhecerem (13) os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria, continuam se alimentando cada vez mais dos produtos industrializados e pouco dos naturais. (14) Destarte, é imprescindível conhecer o que esses itens alimentícios causam no corpo humano. (15)

(12) – Use a vírgula para isolar o coesivo “nessa perspectiva”.
(13) – “Coletividade” não concorda com “conhecerem”, pois aquela é singular e essa é plural. O certo, aqui, seria “conhecer”.
(14) – O que te levou a pensar que a coletividade não conhece os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria? E quais são esses problemas? Por que essa falta de conhecimento contribui para o aumento do consumo de produtos industrializados? Por que a colocação dos produtos industrializados acima dos naturais é prejudicial? Explique cada afirmação da sua argumentação.
(15) – Parágrafo bem estruturado, mas existem diversas lacunas argumentativas. Atente-se, então, a isso!

Portanto, é indispensável intervir sobre a questão. Para isso, a mídia deve produzir e mostrar mais propagandas de alimentos saudáveis do que de industriais, por meio da televisão e das redes sociais (16), a fim de que a sociedade tenha uma boa influência alimentícia e mais conhecimento. Tal ação pode, ainda, mostrar os perigos à saúde diante do consumo excessivo de alimentos com alto teor de açúcares, gorduras e sais. Somente assim, a população perceberá o grave problema de alimentação e terá uma alimentação (17) regular.

(16) – Quais serão os canais televisivos afetados? E quais são essas redes sociais? Explique.
(17) – Repetição próxima – e desnecessária – da palavra “alimentação”. Sugestão de modificação da frase: Somente assim, a população perceberá esse grave problema e terá uma alimentação regular.

O impossível era impossível, até que alguém tentou e conseguiu.
3
#91128
Nota final:

C1: 160 – Há poucas falhas em relação à língua portuguesa.
C2: 200 – Parabéns!
C3 – 120: Há diversas lacunas argumentativas.
C4 – 200: Parabéns!
C5 – 200: Parabéns!

Total – 880: Excelente nota! :D

O impossível era impossível, até que alguém tentou e conseguiu.
2
#91577
JoaoPedro72 escreveu:Análise da Redação – Alimentação Irregular

Segundo a teoria "Banalidade do Mal", (1) da filósofa Hannah Arendt, a sociedade passou por um grande processo de massificação, fazendo com que nós nem percebamos (2) mais os problemas sociais. Nesse sentido, verifica-se que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil, uma vez que a incoerente ingestão de alguns alimentos pode causar obesidade. (3) À vista disso, percebe-se a configuração de um grave problema em virtude da má influência midiática e da falta de conhecimento. (4)

(1) – Para isolar o aposto, a vírgula deve ser aplicada.
(2) – “Nós” é um elemento que marca pessoalidade, o que não é tolerado no ENEM. Sugestão: Faça a substituição do “nós nem percebamos” para “muitos indivíduos nem percebam”.
(3) – Por que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil? A sua explicação não fez coerência, pois ela sequer menciona algo relacionado à sociedade e sua ignorância.
(4) – Bom parágrafo!

Dessa forma, em primeira análise, a interferência da mídia é um desafio presente no imbróglio. De acordo com o escritor George Orwell, (5) "a mídia controla a massa". Nessa lógica, vê-se que a sociedade é influenciada por tudo aquilo que vê na mídia (6), e em se tratando de alimentação os meios midiáticos fazem abundante propaganda de alimentos industrializados (7) e, dessa maneira, (8) influem as pessoas a consumirem muitos produtos com alta concentração de açúcares, sais e gorduras, (9) o que, consequentemente, (10) faz com que as mesmas tenham uma alimentação irregular e estejam propícias a desenvolver a obesidade. Assim, é preciso que o consumo de alimentos naturais e ricos em fibras seja visto como algo vital para uma boa saúde. (11)

(5) – Aqui, a vírgula deve ser aplicada para isolar o escritor da sua fala.
(6) – Você já citou “mídia” três vezes nesse parágrafo. Busque, então, utilizar sinônimos, como “canais de imprensa” e “veículos comunicativos”.
(7) – O que te levou a concluir que os meios midiáticos fazem muitas propagandas de alimentos industrializados? O repertório de Orwell não consegue fundamentar essa afirmação, pois a sua ideia é muito mais ampla.
(8) – Use vírgulas para isolar o conectivo “dessa maneira”.
(9) – Quais são esses produtos? Dê exemplos.
(10) – Use a vírgula para isolar o conectivo “consequentemente”.
(11) – Bom parágrafo. Atente-se, principalmente, ao preenchimento de lacunas argumentativas.

Em paralelo, a falta de conhecimento é um entrave no que tange à problemática. Para a educadora norte-americana Claire Fagin, o conhecimento dá a oportunidade de fazer a diferença. Nessa perspectiva, (12) é notório que o desconhecimento também leva a coletividade a alimentar-se incorretamente, uma vez que por não conhecerem (13) os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria, continuam se alimentando cada vez mais dos produtos industrializados e pouco dos naturais. (14) Destarte, é imprescindível conhecer o que esses itens alimentícios causam no corpo humano. (15)

(12) – Use a vírgula para isolar o coesivo “nessa perspectiva”.
(13) – “Coletividade” não concorda com “conhecerem”, pois aquela é singular e essa é plural. O certo, aqui, seria “conhecer”.
(14) – O que te levou a pensar que a coletividade não conhece os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria? E quais são esses problemas? Por que essa falta de conhecimento contribui para o aumento do consumo de produtos industrializados? Por que a colocação dos produtos industrializados acima dos naturais é prejudicial? Explique cada afirmação da sua argumentação.
(15) – Parágrafo bem estruturado, mas existem diversas lacunas argumentativas. Atente-se, então, a isso!

Portanto, é indispensável intervir sobre a questão. Para isso, a mídia deve produzir e mostrar mais propagandas de alimentos saudáveis do que de industriais, por meio da televisão e das redes sociais (16), a fim de que a sociedade tenha uma boa influência alimentícia e mais conhecimento. Tal ação pode, ainda, mostrar os perigos à saúde diante do consumo excessivo de alimentos com alto teor de açúcares, gorduras e sais. Somente assim, a população perceberá o grave problema de alimentação e terá uma alimentação (17) regular.

(16) – Quais serão os canais televisivos afetados? E quais são essas redes sociais? Explique.
(17) – Repetição próxima – e desnecessária – da palavra “alimentação”. Sugestão de modificação da frase: Somente assim, a população perceberá esse grave problema e terá uma alimentação regular.
Sem palavras ! Muito obrigada pela correção, estava mesmo precisando, pois não tinha conhecimento do que estava errando ... obrigada viu, muito obrigada!! :D
0
#91584
Maryyyy escreveu:
JoaoPedro72 escreveu:Análise da Redação – Alimentação Irregular

Segundo a teoria "Banalidade do Mal", (1) da filósofa Hannah Arendt, a sociedade passou por um grande processo de massificação, fazendo com que nós nem percebamos (2) mais os problemas sociais. Nesse sentido, verifica-se que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil, uma vez que a incoerente ingestão de alguns alimentos pode causar obesidade. (3) À vista disso, percebe-se a configuração de um grave problema em virtude da má influência midiática e da falta de conhecimento. (4)

(1) – Para isolar o aposto, a vírgula deve ser aplicada.
(2) – “Nós” é um elemento que marca pessoalidade, o que não é tolerado no ENEM. Sugestão: Faça a substituição do “nós nem percebamos” para “muitos indivíduos nem percebam”.
(3) – Por que o corpo social não percebe o quão preocupante é a questão da má alimentação no Brasil? A sua explicação não fez coerência, pois ela sequer menciona algo relacionado à sociedade e sua ignorância.
(4) – Bom parágrafo!

Dessa forma, em primeira análise, a interferência da mídia é um desafio presente no imbróglio. De acordo com o escritor George Orwell, (5) "a mídia controla a massa". Nessa lógica, vê-se que a sociedade é influenciada por tudo aquilo que vê na mídia (6), e em se tratando de alimentação os meios midiáticos fazem abundante propaganda de alimentos industrializados (7) e, dessa maneira, (8) influem as pessoas a consumirem muitos produtos com alta concentração de açúcares, sais e gorduras, (9) o que, consequentemente, (10) faz com que as mesmas tenham uma alimentação irregular e estejam propícias a desenvolver a obesidade. Assim, é preciso que o consumo de alimentos naturais e ricos em fibras seja visto como algo vital para uma boa saúde. (11)

(5) – Aqui, a vírgula deve ser aplicada para isolar o escritor da sua fala.
(6) – Você já citou “mídia” três vezes nesse parágrafo. Busque, então, utilizar sinônimos, como “canais de imprensa” e “veículos comunicativos”.
(7) – O que te levou a concluir que os meios midiáticos fazem muitas propagandas de alimentos industrializados? O repertório de Orwell não consegue fundamentar essa afirmação, pois a sua ideia é muito mais ampla.
(8) – Use vírgulas para isolar o conectivo “dessa maneira”.
(9) – Quais são esses produtos? Dê exemplos.
(10) – Use a vírgula para isolar o conectivo “consequentemente”.
(11) – Bom parágrafo. Atente-se, principalmente, ao preenchimento de lacunas argumentativas.

Em paralelo, a falta de conhecimento é um entrave no que tange à problemática. Para a educadora norte-americana Claire Fagin, o conhecimento dá a oportunidade de fazer a diferença. Nessa perspectiva, (12) é notório que o desconhecimento também leva a coletividade a alimentar-se incorretamente, uma vez que por não conhecerem (13) os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria, continuam se alimentando cada vez mais dos produtos industrializados e pouco dos naturais. (14) Destarte, é imprescindível conhecer o que esses itens alimentícios causam no corpo humano. (15)

(12) – Use a vírgula para isolar o coesivo “nessa perspectiva”.
(13) – “Coletividade” não concorda com “conhecerem”, pois aquela é singular e essa é plural. O certo, aqui, seria “conhecer”.
(14) – O que te levou a pensar que a coletividade não conhece os problemas que podem surgir com essa alimentação imprópria? E quais são esses problemas? Por que essa falta de conhecimento contribui para o aumento do consumo de produtos industrializados? Por que a colocação dos produtos industrializados acima dos naturais é prejudicial? Explique cada afirmação da sua argumentação.
(15) – Parágrafo bem estruturado, mas existem diversas lacunas argumentativas. Atente-se, então, a isso!

Portanto, é indispensável intervir sobre a questão. Para isso, a mídia deve produzir e mostrar mais propagandas de alimentos saudáveis do que de industriais, por meio da televisão e das redes sociais (16), a fim de que a sociedade tenha uma boa influência alimentícia e mais conhecimento. Tal ação pode, ainda, mostrar os perigos à saúde diante do consumo excessivo de alimentos com alto teor de açúcares, gorduras e sais. Somente assim, a população perceberá o grave problema de alimentação e terá uma alimentação (17) regular.

(16) – Quais serão os canais televisivos afetados? E quais são essas redes sociais? Explique.
(17) – Repetição próxima – e desnecessária – da palavra “alimentação”. Sugestão de modificação da frase: Somente assim, a população perceberá esse grave problema e terá uma alimentação regular.
Sem palavras ! Muito obrigada pela correção, estava mesmo precisando, pois não tinha conhecimento do que estava errando ... obrigada viu, muito obrigada!! :D
Por nada! :mrgreen:

O impossível era impossível, até que alguém tentou e conseguiu.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
165 Exibições
por Hipolito12
0 Respostas 
248 Exibições
por Joh01
0 Respostas 
121 Exibições
por Gustavo82727
2 Respostas 
166 Exibições
por Bruna020
0 Respostas 
151 Exibições
por Gustavo82727
7 Respostas 
707 Exibições
por wellfariask
0 Respostas 
164 Exibições
por Sarahenem
0 Respostas 
167 Exibições
por Mikellaynemg
2 Respostas 
262 Exibições
por Mikellaynemg
3 Respostas 
275 Exibições
por Ednaura

Katsmoking Oi! Pode corrigir,por favor?

A cultura do cancelamento

lar1swz

A constituição federal de 1988, docu[…]

De acordo com o artigo 196 da Constituiç&at[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM