Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#55678
No seriado “Todo Mundo Odeia O Chris” o protagonista, um garoto negro, enfrenta muitas dificuldade para ter acesso à educação. Esse é o caso de muitos jovens brasileiros, que devido a sua etnia, sexo ou condição financeira não recebem o ensino que segundo o Art. 249, do código de leis, deveria ser garantido. Isso acontece principalmente em razão do histórico escravocrata e machista, que por muito tempo perdurou no Brasil e que deixou marcas como essas registradas.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2018, apontou números muito elevados de analfabetismo no Brasil, especialmente nas regiões mais pobres do país, Norte e Nordeste, e eles se referiam principalmente às populações preta e feminina. Essa segunda, encontra-se de tal maneira em razão do machismo, que sempre esteve muito presente e “pregava” que apenas os homens deveriam estar inseridos no mercado de trabalho, e por isso frequentar as escolas. Essa situação só começou a mudar em 1880, quando algumas mulheres brasileiras ganharam o direito de estudar em colégios da rede pública, apesar de isso não ser obrigatório.

A falta de oportunidade para os ex-escravos e seus descendentes depois da abolição da escravidão, fez com que os jovens deixassem sua educação como segunda opção, assim como é retratado no filme “Sementes Podres”, quando o personagem Ludo falta as aulas para praticar atividade criminosa para a sobrevivencia sua e de sua família.

Diante do exposto, é necessário que medidas sejam tomadas para que as taxas de alfabetização sejam crescentes e igualitárias. Cabe ao congresso nacional aumentar as punições para os tutores daqueles que não frequentam a escola. Além disso, o DOP (Departamento Oficial de Propaganda) deve mostrar por meio de campanhas e comerciais de televisão a importância da alfabetização das crianças para seu futuro. Dessa maneira, o Brasil poderá garantir esse direito fundamental para seus cidadãos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

O aumento contínuo da violência contr[…]

Vários problemas são enfrentados por[…]

No filme "Palavras nas Paredes dos Banheiros&[…]

Devido ao avanço da Covid-19 no começ[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM