• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#61332
Segundo a Lei 13.106, a venda de bebida alcoólica para crianças e adolescentes é considerada crime. Entretanto, atualmente, o uso do álcool é romantizado pelos jovens, pois a sua utilização é estereotipada como algo que contribui para socialização e status social. Ademais, o envolvimento dos púberes com as bebidas pode desencadear problemas tanto na vida do usuário quanto em escala social, visto que mudanças no comportamento corroboram para atitudes irresponsáveis. Portanto, o consumo de bebidas alcoólicas na adolescência é prejudicial ao desenvolvimento das habilidades cognitivo-comportamentais e emocionais do jovem.
Diante disso, no mundo contemporâneo, as bebidas tornam-se um dos quesitos para obter aceitação social entre grupos de colegas. Frente a isso, adolescentes utilizam do álcool como uma forma de testar seus limites, de forma que demonstrem prestígio ao agir como os demais apenas para se sentir parte deles. Contudo, a ingestão alcoólica também pode ser influenciada pelos laços parentais, os quais, muitas vezes, são catalisadores desse consumo, entrando em discordância com o artigo 227° da Constituição Federal, que defende o dever da família, da sociedade e do Estado, de assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, o direito à vida, à saúde, à educação de qualidade. Logo, fatores sociais influenciam na representatividade aos que consumem bebidas alcoólicas dentro dos grupos sociais.
Além do mais, os adolescentes que se expõem ao uso excessivo de álcool podem ter sequelas físicas e sociais. Perante a isso, devido ao processo de desenvolvimento físico e cognitivo no período da adolescência, as consequências do consumo alcoólico são superiores aos efeitos presentes na fase adulta. Ante a isso, essa resultância evidencia-se em claudicações neuroquímicas, emocionais, perda de rendimento escolar e suscetibilidade às atividades sexuais sem proteção. Logo, na afirmação “Conhece-te a ti mesmo”, do filósofo Sócrates, é evidente a necessidade do autoconhecimento, para que dessa forma os jovens tenham noção de suas limitações corpóreas e cognitivas.
Em suma, medidas devem ser tomadas para erradicar os altos índices de alcoolismo na adolescência, em evidência no Brasil. Dessa maneira, o MEC deve exigir, por meio de projetos sociais e aulas que abordem sobre a tônica, alternativas didáticas de educação e conscientização acerca da temática. De forma que, a partir desses programas seja possível estimular um lado crítico nos jovens, desenvolvendo então uma consciência geral dos danos causados pelo álcool. Em síntese, diante dessas soluções, o Brasil tornar-se-á uma referência quanto ao número de púberes que compreendem os efeitos do consumo de bebidas na juventude.

Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#61351
A meu ver, não tem muito o que corrigir. Redação incrível! Apenas uma observação: na conclusão evite usar conscientização, pois é algo muito abstrato. Parabéns pela redação... :D
Atenciosamente,
Ashiley.

Na obra de origem australiana, “A Menina que[…]

Segundo o filósofo e matemático fra[…]

zgabiruLGD , Disponha!

Oiii alguém poderia corrigir minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM