• Avatar do usuário
#65087
Segundo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, a falta de solidez nas relações sociais, políticas e econômicas é característica da “modernidade líquida” vivida no século XX. Os adolescentes no despertar de sua cidadania, apesar de muitos jovens estarem se envolvendo cada vez mais nas questões sociais, a maioria por não se importar ou não saber como exercer seus direitos e deveres como cidadão, reflete essa realidade. Nesse contexto, fica lícito citar a falta de educação sobre sua condição de cidadão, bem como a falta de protagonismo juvenil durante a educação auxiliam na problemática.
Diante desse cenário, muitos jovens não participam de atividades políticas por não entenderem seus direitos e deveres ou não acreditarem que tal ação é relevante. De acordo com filósofo Kant, o ser humano seria o que a educação faz dele, seguindo o pensamento do autor, a falta de educação desses adolescentes sobre esse assunto os impede de entendê-lo e valorizá-lo. Assim, a educação seria o caminho para despertar a população na adolescência a fim de exercitar sua cidadania.
Além disso, a falta de protagonismo do jovem está muito ligado com as práticas escolares e formas com as quais as crianças são impactadas pela aprendizagem de conteúdos e valores. Por isso, é muito importante pensar no desenvolvimento das inteligências e habilidades delas desde cedo. É preciso propiciar condições para que os alunos enquanto cidadãos possam desenvolver sua capacidade ideológica e sendo assim adquirindo e desenvolvendo a capacidade de autonomia nas tomadas de decisão em situações conflitantes do ponto de vista ético/moral.
O combate à liquidez citada inicialmente, a fim de conter o avanço da falta de informação dos jovens sobre sua cidadania, deve tornar-se efetivo, uma vez que a participação política e defesa da democracia é uma questão básica e necessária para garantir que todos os direitos e deveres dos cidadãos sejam respeitados. Sendo assim, desde que haja parceria entre governo, comunidade e família, será possível amenizar o problema em questão, construindo uma sociedade mais fiel aos princípios da constituição.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

jherodrigues quando tiver tempo se puder corrigir[…]

Literatura infantil

No ano de 1993 durante o poder de Adolf Hitler, em[…]

Ashiley , jherodrigues , eurodrigo , Dant[…]

No Brasil, apesar dos avanços promovidos pe[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM