Página 1 de 1

A violência policial contra os negros no Brasil

Enviado: 04 Out 2020 19:03
por Keysse
Como cauciona a Constituição Federativa do Brasil, todos são iguais independentemente da raça, da cor e/ou do gênero. Contudo, a violência policial contra os negros tem-se como uma das maiores do mundo, chegando até 2,3 vezes mais comparada com a contra as pessoa brancas. Isto se dá pelas amarras sociais provenientes do período escravocrata, juntamente, com a segregação racial que se segue até a atualidade.
Desde a chegada da escravidão, sobrepujada a negra, no Brasil criou-se amarras sociais, sendo estas constituidas tanto pelo racismo tácito(institucional) quanto o explícito o qual foi mostrado pelo livro "A história da escravidão" a crueldade dos coronéis(autoridades da época) contra os negros em seu poder, e esta se enraizou até a contemporaneidade acarretando em várias formas de desigualdade, como a segregação racial.
Esta em sua definição, como o impedimento do usufruto dos direitos com base na origem étnica, ou seja, diante o contexto sociocultural a exarcerbada violência policial contra negros se propaga mediante desta forma de desigualdade, em exemplo, a restrição à acessibilidade, pois a vítima é barrada em seu acesso à locais públicos, tal como os "shoppings", onde muitas vezes é exposta aos maus tratos, e diversas vezes a morte por estas autoridades, e isto faz com que fique evidente a necessidade célere para resolução de tais problemáticas.
Destarte, para minimizar a violência política contra este grupo racial no território brasileiro, o governo em coadjuvação com os três poderes(executivo, legislativo e judiciário) devem crias leis, exclusivamente, para os integrantes desta profissão e implementar as já existentes, as quais visarão a diminuição da segregação racial, para que assim o país se torne mais igualitário e justo.