Avatar do usuário
Por Gamer
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#110976
Observa-se que muitas discussões têm ocorrido acerca da violência na escola. Isso acontece devido à banalização dos problemas e à negligência governamental; fatos que culminam em preocupantes mazelas. Desse modo, é imprescindível refletir e intervir em tais problemáticas em prol da plena harmonia social.

Conforme o conceito de "Banalização do Mal", da filósofa Hanna Arendt, quando uma atitude hostil ocorre constantemente, a sociedade passa a vê-la como banal. Desse modo, isso evidencia a subestimação dos entraves em relação às atitudes violentas no ambiente escolar, configurando a trivialização da maldade, o que, para Arendt, ocorre quando há falta de reflexão sobre os males ao redor dos indivíduos. Nesse viés, percebe-se que a população normalizou esse imbróglio e isso se configura como um desafio para remediar os problemas em relação ao comportamento agressivo no colégio. Como consequência, isso gera a falta de punição adequada aos agressores.

Ademais, de acordo com a Constituição Cidadã de 1988, direitos básicos são assegurados à população, por exemplo, dignidade e segurança. Entretanto, isso não ocorre na prática, haja vista o fato de perturbações violentas no espaço educacional serem frequentes. Essa constatação pode ser feita, visto que há nítida negligência governamental perante o problema, pois não acontece o implemento de políticas securitárias efetivas nas escolas. Desse modo, indivíduos se sentem desamparados, vulneráveis e têm, infelizmente, o direito à dignidade ferido.

Portanto, cabe ao governo, em parceria com as escolas, implementar medidas para educar os alunos, professores, funcionários e pais sobre os impactos negativos dos atos de violência escolar. Tal ação deve ocorrer por através de campanhas de conscientização, palestras e programas de treinamento. Por fim, isso será feito com a finalidade de remediar não somente a negligência governamental, mas também a banalização dos problemas, confrontando o elucidado por Arendt.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
84 Exibições
por alebasim31
1 Respostas 
101 Exibições
por crissz
1 Respostas 
118 Exibições
por davidaraujo6
0 Respostas 
104 Exibições
por buttler000
0 Respostas 
33 Exibições
por Gabrielpf
0 Respostas 
62 Exibições
por DANIELYLIMA
0 Respostas 
77 Exibições
por kakazinha
0 Respostas 
81 Exibições
por Tad1
0 Respostas 
115 Exibições
por Tad1
Violência na escola
por Estrela23    - In: Outros temas
0 Respostas 
84 Exibições
por Estrela23

Na atualidade, a desigualdade social é muit[…]

A mulher invisível

A mulher tende a ser diversas vezes muito injusti&[…]

A célebre frase de Friedrich Nietzsche, &am[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM