Avatar do usuário
Por RCBS12
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#109383
A Constituição Federal de 1988, regimento de maior influência nos campos legislativo e judiciário brasileiro, estabelece o usufruto igualitário de direitos, inerente à etnia, sexo ou faixa etária. Paralelamente a isto, observa-se a privação destes direitos para os idosos, parcela crescente da população brasileira. Tal problema, causa dos abuso e negligência presentes na sociedade, resulta de duas causas: a desvalorização do idoso, visto como um ser incapaz, e por conseguinte, indesejado em meio social, e o descaso do poder estatal, débil na idealização e execução de leis que preservem a vida dos mais velhos.
Nesta conjuntura, cita -se também o Estatuto do Idoso, que condena quaisquer atos ofensivos à integridade física e psicológica do idoso. Contrário a isto, é conspícua a supracitada ineficiência do Estado, que constantemente invisibiliza a população de idade mais avançada, assim falhando em sua respectiva proteção e garantia de direitos, notavelmente escassos na sociedade.
Ademais, tem-se o o sociólogo Émile Durkheim e sua teoria de teia social. Ao demonstrar a concepção de que todos os indivíduos se interligam numa sociedade, exercendo suas funções e ajudando uns aos outros, vê -se a não aplicação deste conceito na prática, onde os idosos, vítimas de preconceitos acerca de suas capacidades e valor, são violentados e negligenciados, reforçando ainda mais a desvalorização de suas mentes e corpos.
Assim sendo, faz-se essencial que o Estado, com destaque para os Ministérios da Educação e Cultura, em conjunto à mídia, principal propagadora de informações, desmistifique a imagem pejorativa associada ao idoso, mostrando -o como cidadão integrante da sociedade, com voz ativa em todos os setores sociais e políticos. Nisto, torna-se necessária a mudança nos âmbitos legislativo e judiciário no que tange à coibição de maus tratos ou abusos, por meio da criação de leis que permitam o maior engajamento do idoso em meio social, bem como sua proteção.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
7 Respostas 
309 Exibições
por EllenAdNaCo
0 Respostas 
62 Exibições
por skuvusgsfs
0 Respostas 
115 Exibições
por josebarros
0 Respostas 
267 Exibições
por liriell
1 Respostas 
91 Exibições
por anaclaraca04
3 Respostas 
161 Exibições
por Luanmoon17
4 Respostas 
144 Exibições
por Lari987
1 Respostas 
125 Exibições
por gabrielwyc
0 Respostas 
53 Exibições
por Victor014
4 Respostas 
226 Exibições
por remy25

O filme Pequena Miss Sunshine levanta uma critica […]

"O saber fornece meios para alterar o pan[…]

JoaoPedro72 Wesley529 Ana20rosa isas522 […]

A declaração Universal dos direitos […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM