Avatar do usuário
Por Sabrina11
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#103531
A constituição federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo (6°), o direito a segurança como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase, na prática, quando se observa a violência contra a pessoa idosa no Brasil, dificultando, deste modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.

Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater os inúmeros casos de agressão à população idosa. Nesse sentido, tal problema vem permeando em sociedade e resultando em uma série de consequências, a exemplo de transtornos psicológicos e lesões, afetando drasticamente a vida do idoso. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o Estado no cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como a segurança, o que infelizmente é evidente no país.

Ademais, é fundamental apontar a omissão dos representantes governamentais e institucionais como impulsionador a ausência de medidas protetivas a esse determinado grupo no Brasil. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), pelo menos 15,7% da população idosa está submetida a um apagar de violência. Diante de tal exposto é notória a negligência Estatal na realização de políticas públicas que interviram no modo como é tratada essa problemática. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.

Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é dever do Governo Federal representado pelo ministério público, ampliar a veiculação de propagandas sobre a violência de idosos, por intermédio das mídias sociais (televisão, 'internet', rádio e jornais), com o intuito de desenvolver senso crítico da população acerca dos idosos que sofrem com a violência. Além disso, é dever que os governantes atuem na criação de ONGs e casas de apoio, de modo a promover medidas de amparo aos que estão em situações de maus tratos e desamparo. Assim, torna-se-a possível a construção de uma sociedade permeada pela efetivação dos elementos elencados na Magna Carta.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
90 Exibições
por Steffresende
0 Respostas 
97 Exibições
por Veniciux
0 Respostas 
129 Exibições
por OXS
2 Respostas 
364 Exibições
por Mylike
3 Respostas 
169 Exibições
por Kethyllyn
0 Respostas 
62 Exibições
por Junia41
0 Respostas 
63 Exibições
por JoseGomes
0 Respostas 
67 Exibições
por alicepires
1 Respostas 
75 Exibições
por AnaGrasiele
1 Respostas 
75 Exibições
por Clara5431

@Triny206 @Amandx193 @Flicker2307 @Felipe082 Eaiii[…]

Bancos na era digital

na atualidade o setor bancário, tem passado[…]

Conforme o estatuto da pessoa com deficiênci[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM