• Avatar do usuário
#68775
No livro "A Sociedade do Espetáculo", Guy Debord defende a teoria de que as pessoas performam ter uma vida perfeita. Interpretam um personagem exteriorizando apenas o que têm de melhor. Atualmente,vivendo na era da tecnologia,os jovens são bombardeados por esses espetáculos a todo momento por meio das redes sociais. As comparações feitas pelos estudantes, através da internet (como notas e horas de estudos),os deixam com a sensação de estar sempre "ficando para trás",recorrendo cada vez mais aos neuroestimulantes.

Nesse sentido,a tecnologia e sua facilidade no acesso à todo tipo de informação na palma das mãos a qualquer momento,fez dos jovens imediatistas,isto é, apressados. Esse senso de imediatismo associado às performances das pessoas na sociedade,faz com que cada vez mais os jovens vestibulandos, concurseiros e universitários,sintam-se "atrasados" e que seus rendimentos acadêmicos não são bons o suficiente,recorrendo a neuroestimulantes, como medicamentos indicados para o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH),com o objetivo de satisfazer duas necessidades em aumentar o aprendizado,ultrapassando seus limites. E,nessa corrida contra o tempo,quem perde é a saúde.

Sendo assim, sabe-se que além do estresse e exaustão corporal por falta de descanso,a utilização descontrolada desses medicamentos pode causar problemas cardiovasculares, como arritmia e infarto agudo do miocárdio. Além disso,a grande preocupação dos médicos especialistas são os impactos neuronais em longo prazo,ainda desconhecidos,ou seja, não sabe-se ainda os danos cerebrais que essa medicação inapropriada pode gerar.

Portanto,o Ministério da Saúde deve encaminhar propostas de leis à Câmara de Deputados, visando melhorar a supervisão do acesso da população aos neuroestimulantes sem comprovação de necessidade de fato. E,em parceria com o Ministério da Cultura,promover campanhas de conscientização através da mídia. Espera-se dessa forma,frear essa irresponsável automedicação.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Boa a tarde a todos.... Caros colegas dar uma olh[…]

Sua redação está maravilhosa,[…]

A agricultura familiar é de suma import&aci[…]

vitoriaca MariaLu1sa Anna1 eurodrigo […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM