Página 1 de 1

A regulamentação do trabalho vinculado às novas tecnologias socias

Enviado: 06 Ago 2021 18:56
por Dolores
A sociedade atual está a enfrentar a pandemia do século, ocasionada pela covid-19. Inúmeros incidentes desencadearam-se devido esse vírus, vindo pactuar substancialmente na vida da população Mundial.
O Brasil por sua vez encontra-se em estado de alerta. Segundo os dados divulgados pelo IBGE ( instituto Brasileiro de geografia e estatística), mostra que a taxa de desemprego chegou a 14,7%. Atualmente, soma o recorde de 14,8 milhões de desempregados. Em vista disso, a situação estendeu-se a ficar ainda mais decadente recorrido pelo surto, não somente fazendo com que a situação econômica do país quebrasse, mas sim, trazendo à tona a miséria, a fome em que são mais de 19 milhões de brasileiros nessa situação, segundo dados de 2020 (Penssan), além dos mais de 561 mil de óbitos relacionados ao coronavirus.
Desde então, medidas sanitárias foram tomadas, sendo uma delas o confinamento. Com base nisso, meios alternativos de combater o tédio e a ansiedade, etc... Foi o aumento do tempo de uso de aparelhos eletrônicos e também o anseio elevado por alimentos dos mais variados tipos. Desse modo, visando a segurança dos fornecedores, assim como dos clientes, o chamado _delivery_ se tornou a nova opção de renda entre muitos empresários e jovens inativos.
Sendo uma forma fácil e online, apenas com o uso do smartphone para solicitar o pedido, em menos de minutos o mesmo será entregue por via do motoboy.
Embora seja rápido e prático, se é desprezado e ignorado a forma honesta em que um entregador de aplicativo trabalha, justamente por não ser aceita e imposta por meio do ministério do trabalho como um emprego fixo.
Todavia, os mesmo todos os dias enfrentam como perigo o trânsito, passam por climas não favoráveis e recebem valores inferiores de um salário mínimo. É de extrema importância a interferência urgente por parte do governo para reverter essa situação. É preciso fazer com que o trabalho informal, assim como chamado, seja aceito como um trabalho legal, cujo todos os direitos estejem inclusos , tais deles : férias, 13° salário, enfim... Contudo, vale a empresa prestadora de serviço reconhecer as dificuldades dos motoristas e assim poder colaborar com auxílios extras para eventuais acontecimentos, como acidentes.