Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#57784
As consequências da redução da maioridade penal
No filme “Para sempre Cinderela”, ao resgatar um criado que seria preso, a protagonista cita Thomas More, dizendo ao príncipe: [...] “Se o Senhor submete seu povo a uma má educação e os castiga pelos crimes onde a educação os confinou, podemos concluir que Vossa Alteza, cria ladrões para depois puni-los”. No Brasil, a maioria dos jovens infratores são negros, pobres e que vivem em comunidades carentes de tudo. Diminuir a maioridade penal não diminuiria a violência cometidos por eles, ao contrário, só estimularia que esses jovens continuassem no crime.
O Brasil tem um déficit de 200 mil vagas no sistema prisional e mais de 80% dos presos estão ociosos, não tendo nenhum tipo de medidas que visam a reinserção deles na sociedade. Se a maioridade penal for reduzida para 16 anos, os jovens vão ser postos em presídios, de modo que entrarão em contato com organizações criminosas e pouquíssimos terão atividades educativas.
Neste sistema caótico das penitenciárias, 7 em cada de 10 presos voltam a cometer crimes. Devido a superlotação, criam-se dificuldades para dar aos presos acesso a higiene, assistência médica e social e condições salutíferas nas celas. Colocar adolescentes nessas circunstâncias é garantir que eles continuarão no crime e serão aliciados por maiores a cometer ou assumir delitos.
O Estado tem um papel fundamental no desenvolvimento humano da juventude, pois é papel do Estado garantir que os menores de idade tenham a possiblidade de usufruir de uma boa educação, de assistência médica, de acesso a cultura e o lazer. O governo federal gasta em média mensal de R$ 1.250,00 com um aluno do ensino superior a medida à proporção que com um preso é gasto, por mês, R$ 3.300,00. Ou seja, a educação no Brasil, que evitaria que tantos jovens entrassem para o crime, é ignorada pelo Estado.
É óbvio, que se um jovem cometer um crime hediondo deve ser punido com a mesma sentença que um adulto, entretanto em uma prisão da Febem, com medidas de ressocialização, que visem reinseri-lo na sociedade e não no mundo dos crimes. Além disso, é fundamental que a educação pública no Brasil seja levada a sério, já que esta é a arma mais poderosa que se pode usar para mudar o mundo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A Constituição Federal de 1988 docum[…]

Oi, laracsz ! Aqui está sua correç[…]

Na Idade Média doenças mentais eram[…]

Na atual conjuntura, as Companhias Estaduais de Sa[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM