• Avatar do usuário
#68301
No filme ‘’ Mad Max: Estrada da Fúria’’, a narrativa decorre em um futuro pós-apocalíptico onde os recursos essenciais para sobrevivência, como a água, ficaram cada vez mais escassos. Assim como na obra cinematográfica abordada, observa-se que, na conjuntura brasileira vigente, a questão hídrica tornou-se um obstáculo. Desse modo, em razão tanto da falta de infraestrutura nas grandes cidades quanto do individualismo presente na sociedade, a parcela da população sem acesso a esse recurso elementar aumenta gradativamente.

Primeiramente, vale ressaltar que a água é de caráter fundamental para existência da vida humana e é um direito de todos cidadãos do corpo social. No entanto, hodiernamente, em virtude da falta de planejamento do meio urbano, que resultou em uma infraestrutura deficitária, uma grande fração de moradores das capitais brasileiras não tem acesso à água tratada, submetendo-se a um líquido completamente contaminado por esgoto e outros detritos urbanos. Nessa perspectiva, segundo o filósofo contratualista John Locke, configura-se como violação do ‘’ Contrato Social’’, circunstâncias em que o Estado não cumpre a função de garantir que os cidadãos gozem de seus direitos imprescindíveis, como a água. Sob essa ótica, pode-se afirmar que é crucial viabilizarmos para toda população canarinha o acesso a esse recurso elementar para vida humana.

Ademais, é imprescindível destacar o ‘’ Liquidismo Baumoniamo’’ visivelmente presente no corpo social atual. Nesse sentido, consoante o filósofo polonês Zigmunt Bauman, vive-se em uma sociedade individualista, a qual não se importa com os problemas alheios. Destarte, o mártir desse flagelo social, fruto da falta de empatia humana é o próprio planeta Terra, ao passo que, constantemente, é infligido por indivíduos carentes de conscientização. Dessa forma, essa parcela da população desperdiça água e aflige nosso recurso hídrico habitualmente, segundo o estudo do Instituto Trata Brasil, a cada 100 litros de água potável produzida no país quase 40 litros são perdidos. À vista disso, é fundamental fomentarmos dentre a malha social a necessidade de abusarmos conscientemente desse importante recurso.

Diante do exposto, infere-se que medidas são necessárias para sanarmos esse obstáculo hídrico no Brasil. Dessa maneira, é imperiosa uma ação do Governo Federal, em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA), através de políticas públicas, viabilizando o acesso a água tratada para todos cidadãos brasileiros. Outrossim, é pertinente também que o Governo Federal, por meio de propagandas na mídias sociais, conscientize a população sobre os recursos hídricos, evitando o desperdício de água. Somente assim, poder-se-á tardar a situação de escassez apresentada no filme.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Doação do coração

A série médica americana "Grey'[…]

Carinho sanguíneo

A série médica americana "Grey'[…]

Índio no Brasil

Hoje,na sociedade brasileira, as políticas […]

Emily Silva muito obrigada😃! Quando disse que […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM