Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#44895
Karl Marx acertou ao afirmar que é preciso modificar o mundo. Um olhar em direção à realidade confirma esse pensamento, uma vez que a crise dos refugiados configura-se como um desafio que necessita ser revertido. Diante disso, convém uma análise de como os estigmas sociais e a falta de políticas públicas por parte do estado colaboram para o impasse.
Nesse contexto, é inadmissível não citar o grande preconceito que cerca a questão dos refugiados, a xenofobia infelizmente é frequente, o que torna a adaptação um processo ainda mais difícil. Segundo a perspectiva filosófica de São Tomás de Aquino, todos os indivíduos devem possuir as mesmas oportunidades, os mesmos direitos e deveres, é, todavia, preocupante a forma que os emigrados são sentenciados a informalidade, dispondo-se a trabalhos mal remunerados e, por vezes, a escravidão, vez que melhores oportunidades são negadas a essas pessoas que sofrem com a marginalização e exclusão social.
Tal conjuntura é ainda intensificada pela conduta negligente do estado, que não estabelece leis visando o bem estar e instalação de forma organizada e efetiva dos refugiados. Para Aristóteles, a política deve ser usada de forma que, por meio da Justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade, desse modo, no que concerne ao asilo dos emigrantes, é dever dos governos estabelecerem medidas visando a vivência e não somente a sobrevivência dessas pessoas que tanto já sofreram.
É necessário, portanto, que se reverta a mentalidade retrógrada e preconceituosa que ronda a crise dos refugiados. Para tal, campanhas humanitárias visando a conscientização da população sobre a problemática devem circular por todos os veículos de comunicação. Paralelamente, cabe ao estado estabelecer leis buscando o bom manejo dos refugiados acolhidos, proporcionando a essas pessoas trabalhos dignos e moradia, tomando como exemplo as ações realizadas com o minha casa, minha vida. Não somente, devem também ampará-los contra as violências sofridas, não permitindo que tais crimes fiquem impunes. Somente assim, tendo em vista o pensamento Tomista, serão asseguradas aos asilados as mesmas oportunidades, os mesmos direitos e deveres que ao resto da população.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição Federal, o livro de l[…]

Confesso que não corrijo modelos, mas me em[…]

jherodrigues Geralcinoj tropica33 podem pont[…]

O temais doenças mentais é bem relat[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM