Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#37905
Gregório de Matos ficou conhecido como “Boca do Inferno”, por denunciar, de maneira ácida, os problemas que o assolavam no século XVIII. É bem provável que, ao se deparar com a questão atual do lixo no Brasil, o autor produziria críticas a respeito desse assunto. Nesse sentido, convém analisarmos que essa realidade é fruto do descaso governamental e da ausência educacional.
Em primeira análise, é preciso salientar que a ineficiência do governo é uma causa latente do problema. Consoante ao pensador Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar da população, porém não é o que ocorre no país, pois a falta de cuidado com o descarte de resíduos afeta, diretamente, no saneamento básico e consequentemente, na qualidade de vida dos cidadãos brasileiros. Diante disso, é visto que o problema necessita ser solucionado.
Em segundo plano, outra causa para a configuração desse impasse é a carência de ensino sobre a importância do ato de reciclar e de reduzir o consumo de supérfluos. De acordo com o filósofo Kant, o ser humano é resultado da educação que teve, ou seja, se há um problema social, há como base uma lacuna educacional. Sob essa lógica, verifica-se uma forte influência desse fundamento, uma vez que a escola não tem cumprido o seu papel no sentido de reverter e prevenir esse problema, visto que não tem trazido esses conteúdos para a sala de aula.
Portanto, uma intervenção faz-se necessária. Para isso, é preciso que as escolas, em parceria com a prefeitura, promovam um espaço para rodas de conversas e debates sobre o assunto, tais eventos podem ocorrer no período do contraturno, contando com a presença de professores e ambientalistas. Além disso, esses eventos devem ser abertos à comunidade, a fim de que mais pessoas aprendam a importância da coleta e reciclagem do lixo. A partir dessas informações, poderá se consolidar um Brasil melhor.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#37928
maripprieto escreveu:Gregório de Matos ficou conhecido como “Boca do Inferno”, por denunciar, de maneira ácida, os problemas que o assolavam no século XVIII. É bem provável que, ao se deparar com a questão atual do lixo no Brasil, o autor produziria críticas a respeito desse assunto. Nesse sentido, convém analisarmos que essa realidade é fruto do descaso governamental e da ausência educacional.
Em primeira análise, é preciso salientar que a ineficiência do governo é uma causa latente do problema. Consoante ao pensador Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar da população, porém não é o que ocorre no país, pois a falta de cuidado com o descarte de resíduos afeta, diretamente, no saneamento básico e consequentemente, na qualidade de vida dos cidadãos brasileiros. Diante disso, é visto que o problema necessita ser solucionado.
Em segundo plano, outra causa para a configuração desse impasse é a carência de ensino sobre a importância do ato de reciclar e de reduzir o consumo de supérfluos. De acordo com o filósofo Kant, o ser humano é resultado da educação que teve, ou seja, se há um problema social, há como base uma lacuna educacional. Sob essa lógica, verifica-se uma forte influência desse fundamento, uma vez que a escola não tem cumprido o seu papel no sentido de reverter e prevenir esse problema, visto que não tem trazido esses conteúdos para a sala de aula.
Portanto, uma intervenção faz-se necessária. Para isso, é preciso que as escolas, em parceria com a prefeitura, promovam um espaço para rodas de conversas e debates sobre o assunto, tais eventos podem ocorrer no período do contraturno, contando com a presença de professores e ambientalistas. Além disso, esses eventos devem ser abertos à comunidade, a fim de que mais pessoas aprendam a importância da coleta e reciclagem do lixo. A partir dessas informações, poderá se consolidar um Brasil melhor.
Oi , tudo bem ?
Vou dar uma olhadinha na sua redação e dar algumas dicas que podem ajudar .

-"É bem provável que, ao se deparar com a questão atual do lixo no Brasil, o autor produziria críticas a respeito desse assunto."( reveja essa parte , isso se refere a uma opinião pessoal ) .
-Procure não se basear somente em pensamentos alheios .
Assim você fica presa a opiniões de terceiros .
A Questâo do

O Filme “O Gambito da Rainha”, conta a[…]

No livro "Vidas Secas", de Graciliano Ra[…]

Conforme a 4a Revolução Industrial, […]

Sua nota ficou 780, parabéns! Tente trazer […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM