• Avatar do usuário
#64316
Desde a Revolução Industrial, no século XIX, o lixo e a estruturação de uma sociedade consumista quando mesclados se tornaram problemas globais. No Brasil, não é diferente, os problemas relacionados ao lixo estão se agravando devidos aos poucos recursos de manutenção sustentável dos resíduos, como também, pelo consumo exacerbado da população o que corrobora para o desequilíbrio ambiental. Assim, cabe a análise dos argumentos e uma possível solução da problemática.

Primeiramente, cabe destacar a negligência estatal com a questão do lixo, como um dos principais desafios a serem enfrentados. Uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que existem poucos aterros sanitários que conseguem realizar a separação do gás metano dos aglomerados do lixo, principal gás liberados na decomposição de matéria orgânica, o que contribui com o aumento do efeito estufa, fator prejudicial ao meio ambiente. Fica então evidente a importância da intervenção do Estado para solução do problema.

Ademais, outro fator a ser analisado é os hábitos de consumo exagerados que marcam a sociedade brasileira. "No meio do caminho tinha, tinha uma pedra no meio do caminho." Através deste trecho do poeta modernista Carlos Drummond de Andrade vê-se que o alto consumo configura -se como um obstáculo, uma vez que, esse fato acarreta grandes consequências no meio ambiente, impedindo o desenvolvimento sustentável do país.

Portanto, compreende -se, que é fulcral que o Estado juntamente com o Ministério do Meio Ambiente - responsável pela preservação da natureza - elabora políticas públicas voltadas para a manutenção dos resíduos, em adição reduzir a emissão de gás metano, disponibilizando investimentos financeiros para a separação desse gás, com intuito de minorar o aquecimento global. Por fim, as famílias devem fomentar a conduta à práticas de consumo desenfreado, através do diálogo e principalmente cortando o hábito, para assim possa formar cidadãos conscientes dos prejuízos do consumismo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Doença mental

Deivid16 , Gi69

“A essência dos direitos humanos &eac[…]

vitoriaca , tá bom anjo❤

Iurymed , ei!! Claro! Posso sim. Em breve, ok[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM