Avatar do usuário
Por Gioenvan
Quantidade de postagens
#79390
Desde a "descoberta do Brasil" à terra já era habitada por indígenas que foram considerados inferiores à primeira vista dos portugueses. Dessa forma, embora a cultura indígena esteja presente na rotina da sociedade brasileira hodierna, ainda circula herança de inferioridade dos índios. Destaca-se então, que não só os conflitos agrários, mas também a má educação dos brasileiros estão presentes na temática. Com isso a necessidade de uma discussão sobre o assunto para que os problemas decorrentes sejam erradicados.

Primeiramente, convém ressaltar que muitos indígenas acabam morrendo em lutas com fazendeiros por demarcações de terras, um exemplo disso foi a morte de 3 indígenas em 2013 por conflitos agrários. Seguindo essa lógica, para tais povos a terra faz parte das suas tradições, visto que tem valor físico e cultural para sobrevivência dos mesmos, é pertinente relembrar que a tribo Kaiowá ameaçou suicídio coletivo caso perdesse a posse de terras. Logo, os conflitos gerados incluindo indígenas é um desafio para maior inclusão dos mesmos no Brasil contemporâneo.

Outrossim, a má educação da sociedade no que tange à importância da valorização do índio no país é determinante para a persistência da problemática. Segundo Nelson Mandela, a educação é uma arma que pode ser usada para mudar o mundo. Analisando tal pensamento, nota-se a falta de conhecimento sobre os povos que habitavam o país antes mesmo da colonização portuguesa, uma vez que a culinária, a dança e a cultura do Brasil tem traços indígenas. Com isso, a falta de educação cultural contribui para a invisibilidade indígena na sociedade atual.

Infere-se, portanto, a necessidade de medidas sobre o assunto discutido anteriormente. Desse modo, cabe a Funai (fundação Nacional do índio) assegurar uma maior proteção aos índios e garantir o direito às terras, isso através da aplicação de políticas públicas eficazes, além disso, é pertinente que o governo federal conscientize a população sobre a importância do índio para a história do Brasil, através de palestras e campanhas publicitárias utilizando a mídia como meio de difusão. Por fim, é importante ressaltar que contrariando a carta de Pero Vaz de Caminha, os índios sempre tiveram uma cultura própria e uma maneira de realizar seus rituais religiosos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
4 Respostas 
380 Exibições
por Anne24
A questão do Índio no Brasil contemporâneo
por Carmo    - In: Outros temas
2 Respostas 
174 Exibições
por Larasaaaa
A questão do Índio no Brasil contemporâneo
por Carmo    - In: Outros temas
1 Respostas 
67 Exibições
por Carmo
3 Respostas 
232 Exibições
por Jubileu
2 Respostas 
366 Exibições
por Iurymed
0 Respostas 
130 Exibições
por Vestibular21
6 Respostas 
294 Exibições
por JoaoPedro72
18 Respostas 
537 Exibições
por Mylike
0 Respostas 
82 Exibições
por ludmylaa
0 Respostas 
81 Exibições
por Stephbe

-Entre os aspectos referentes as atribuiç&o[…]

httalunoo VictorF Gi69 Nayanne EuDavila […]

Anna1 , obrigada, Anna <3 Sempre fico inse[…]

A maioria das pessoas que vivem com HIV ou AIDS re[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM