• Avatar do usuário
#71743
Segundo a Constituição Federal de 1988 no artigo 231, são reconhecidos direitos de organização social, costumes, línguas e crenças aos índios. Contudo, esse reconhecimento não é posto em prática quando vê-se que ainda hoje os povos originários do Brasil sofrem com a marginalização de sua existência, sendo essas apenas uma das agressões recebidas pela gente indígena.
Primeiramente, é importante destacar que, a visão etnocêntrica sobre os índios perdura até os dias atuais, impedindo que essa problemática seja superada. Em uma de suas cartas a Portugal, os padres jesuítas José Anchieta e Manuel da Nóbrega descreviam: "são cães a comerem e se matarem e são porcos nos vícios e na maneira de se tratarem". Nesse sentido, percebe-se com clareza a superioridade com que os portugueses lidavam com a população, admitindo que não fossem "civilizados".
Ademais, é fato que todos esses pré-conceitos e estigmas existem até a atualidade, contribuindo com o pensamento do atentado às reservas territoriais indígenas. De acordo com o discurso na Assembléia Constituinte em 1987 sobre o direito à demarcação de terra indígena dado pelo escritor e ativista Ailton Krenak, manifesta: "Os senhores não terão como ficar alheios a mais essa agressão movida pelo Poder econômico, pela ganância e pela ignorância do que é ser um povo indígena". Sob esse viés, vê-se que a violência acometida pela população primária do Brasil nunca acabou, pelo contrário, suas terras continuam sendo invadidas, seus recursos naturais explorados e suas florestas destruídas, sendo violados seus direitos desde o período colonial do país.
É mister que o Estado tome providências para amenizar o quadro atual. Para conscientização da sociedade brasileira a respeito do problema, cabe ao Ministério de Educação e Cultura incluir nas escolas a cultura indigena como currículo a ser estudado em sala de aula, a fim de mitigar a desinformação e os conceitos do senso comum. Além disso, a inclusão social do povo indigena em instituições de ensino superior, com a finalidade de diminuir os abismos sociais, promovendo em prática todos os direitos garantidos na Constituição Federal.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Pirataria digital pode ser prevenida

No que se concerce a pirataria digital é um[…]

OLÁ JO! Tudo bem? Espero que seu dia est[…]

HABILIDADES SOCIOEMOCIONAIS

Para o filósofo grego Aristóteles, q[…]

O peso de ser gentil

Cordialidade trata-se do bom recebimento e tratam[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM