• Avatar do usuário
#82286
O sociólogo Zygmunt Bauman defende que "não são as crises que mudam o mundo, mas sim as reações perante elas". No entanto, não é possível verificar uma ação interventiva eficaz no que tange às dificuldades relacionadas à questão da maternidade solo no Brasil. Nesse sentido, é necessário citar a negligência governamental e a mentalidade indiferente dos indivíduos devido à lacuna educativa como agravantes do problema.
Sendo assim, a princípio, é imperioso ressaltar o descaso federativo em relação à situação das mães solteiras no país. Segundo a Constituição de 1988, o Estado tem o dever de assegurar o bem estar e condições de vida favoráveis a todos. Conquanto, a situação atual das genitoras demonstra uma incoerência no dever assegurado pela carta magna brasileira. A falta de políticas públicas eficientes para garantir a inclusão dessas mulheres na sociedade e no mercado de trabalho, além da ausência de amparo para aquelas que se encontram em situações de carência mostram o abandono estatal vivenciado por elas.
De modo análogo, nota-se que a mentalidade individual é outra adversidade encontrada diante da tese. A obra "Pedagogia da autonomia", do patrono da educação Paulo Freire, destaca a importância das escolas em fomentar não só os ensinamentos técnico-científicos, mas também habilidades socioemocionais, como respeito e empatia, essas habilidades comentadas são de extrema relevância para a formação da moral dos indivíduos. Sob esse viés, em detrimento da grade curricular integralmente conteudista, os estudantes são privados de tais conhecimentos, contribuindo para a formação de cidadãos egoístas e indiferentes. Essas características, por sua vez, cooperam com o preconceito e a desvalorização existente perante as mães sem marido.
Portanto, vistas as atribulações enfrentadas por essas pessoas, é imprescindível uma interferência. Cabe ao governo, utilizando o poder público, incentivar empresas a contratarem as figuras maternas por meio do oferecimento de auxílios fiscais -como isenção ou diminuição de taxas e impostos cobrados- com a finalidade de inseri-las nas instituições financeiras. Além disso, o Ministério da Cidadania deve criar programas de assistência para progenitoras em estado de pobreza elevada - como por exemplo bolsas de alimentação e ítens básicos- a fim de diminuir a desigualdade e a escassez de direitos vitais. Assim, essas reações perante a crise não permitirão que ela mude o mundo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Redação ENEM 2021

chicao KarllaViit EuDavila Eumesmaoxi Ped[…]

Olá, alguém poderia corrigir? 😊 @An[…]

Na novela Avenida Brasil, é visto um exempl[…]

Você poderia dar uma nota para minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM