• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Thata007
Quantidade de postagens Doações
#68452
Segundo a Lei da Inércia, do físico Newton, a tendência de um corpo é permanecer parado quando nenhuma força é exercida sobre ele. Sob essa linha de raciocínio, é possível perceber a mesma condição no que concerne à questão da fome no Brasil, que segue sem uma intervenção que o resolva. Nesse contexto, torna-se evidente a desigualdade de renda e o descaso do Estado.

Antes de tudo, a desigualdade social mostra-se como um dos desafios à resolução do problema. Segundo dados do relatório da Riqueza Global, publicado pelo banco Crédit Suisse, 1% da população possui metade da riqueza nacional do Brasil. Nesse âmbito, quem é atingido pela diferença alarmante de renda são os mais pobres que tem, muitas vezes, a refeição privada por falta de dinheiro. Sob esse viés, é inadmissível que tal realidade se mantenha e deve ser combatida.

Outro ponto relevante, nessa temática, é o descaso do Estado com o problema. De acordo com a Constituição de 1988, todo cidadão tem direito a uma vida plena, entretando, contrariando o que Lei Maior afirma, a fome ainda é uma situação presente no país que afeta o bem estar e a saúde da população. Logo, o governo é responsável por essa condição e deve tomar ações imediatas para muda-la.

Dessarte, a questão da fome no Brasil requer uma deliberação. Isto posto, cabe ao Ministério da Educação juntamente com o Ministério do Trabalho disponibilizar recursos que possam aumentar a renda de pessoas humildes - por meio de cursos gratuitos de acordo com a economia de cada lugar, como áreas urbanas e rurais, e ofertas de empregos focadas em pessoas em situação de miséria - a fim de atenuar a desigualdade social e consequentemente a fome. Dessa forma, uma força finalmente será exercida sobre o problema, como segue a Lei da Inércia.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Avatar do usuário
Por vitoriaca
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#69803
@Thata007, oi!
Posso sim! Assim que possível, ok? Estou um pouco atarefada esses últimos dias :?

Abraços <3
Avatar do usuário
Por vitoriaca
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#70127
Ei, Tha!
Fico muito feliz que tenha mandado outra dissertação e percebo sua evolução.
> Perdão pela demora!

Segundo a Lei da Inércia, do físico Newton, a tendência de um corpo é permanecer parado quando nenhuma força é exercida sobre ele (contextualização). Sob essa linha de raciocínio, é possível perceber a mesma condição no que concerne à questão da fome no Brasil, que segue sem uma intervenção que o resolva (tese). Nesse contexto, torna-se evidente a desigualdade de renda e o descaso do Estado (1) (encaminhamento).

Antes de tudo, a desigualdade social mostra-se como um dos desafios à resolução do problema (apresentação da ideia). Segundo dados do relatório da Riqueza Global, publicado pelo banco Crédit Suisse, 1% da população possui metade da riqueza nacional do Brasil. Nesse âmbito, quem é atingido pela diferença alarmante de renda são os mais pobres que tem, muitas vezes, a refeição privada por falta de dinheiro (encaminhamento da argumentação) (2). Sob esse viés, é inadmissível que tal realidade se mantenha e deve ser combatida (fechamento).

Outro ponto relevante, nessa temática, é o descaso do Estado com o problema(apresentação da ideia). De acordo com a Constituição de 1988, todo cidadão tem direito a uma vida plena, entretando(3), contrariando o que Lei Maior afirma, a fome ainda é uma situação presente no país que afeta o bem estar e a saúde da população(4) (encaminhamento da argumentação). Logo, o governo é responsável por essa condição e deve tomar ações imediatas para muda-la (fechamento).

(1) Poderia ter inserido: "...Estado, como um dos grandes causadores do revés.";
(2) Tente especificar um pouco mais, as informações. Por exemplo, por qual motivo o dinheiro não chega para todos?;
(3) Entretanto;
(4) Tente especificar um pouco mais, as informações. Por exemplo, por que a fome ainda é uma situação presente no país? De que modo ela afeta a sociedade?.

Dessarte, a questão da fome no Brasil requer uma deliberação. Isto posto, cabe ao Ministério da Educação(1) juntamente com o Ministério do Trabalho(1) disponibilizar recursos que possam aumentar a renda de pessoas humildes(2) - por meio de cursos gratuitos de acordo com a economia de cada lugar(3), como áreas urbanas e rurais(5), e ofertas de empregos focadas em pessoas em situação de miséria(2) - a fim de atenuar a desigualdade social e consequentemente a fome(4). Dessa forma, uma força finalmente será exercida sobre o problema, como segue a Lei da Inércia.

(1) agente
(2) ação
(3) modo/meio
(4) finalidade
(5) detalhamento
> "juntamente com o Ministério do Trabalho" deve ser posto entre virgulas, pois esta na função de aposto :)

PONTO PARA MELHORAR:
- argumentação > https://www.youtube.com/watch?v=W2twItE48Nw

Espero, mais uma vez, que eu tenha te ajudado!
Aguardo o próximo. Abraços. :D
O futuro é igual ao passado?

O filme estadunidense "Acusados" retrata[…]

alguem pode corrigir minha redaçao,e minha […]

Acima de tudo, o racismo e a discriminaç&at[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM