• Avatar do usuário
#63712
A Constituição Federal brasileira, promulgada em 1988, prevê a todo cidadão o acesso à saúde, segurança, e respeito. Entretanto, este último direito, na prática não se concretiza. Uma vez que se faz muito presente a prática do bullying no Brasil, principalmente, nas escolas. Nesse sentido, convém analisar as principais causas, consequências e uma possível medida para atenuar o impasse.
Em primeiro lugar, é válido salientar os contribuintes desse problema. No filme americano "Te pego lá fora" o personagem principal, não consegue encontrar ajuda por parte do núcleo gestor e colegas de classe para se livrar das agressões físicas. Semelhantemente, é alarmante o número de casos em que não há profissionais qualificados para identificar ocorrência dessas ações, impulsionando assim, a taxa de crescimento do Bullying no ambiente escolar. Diante disso, é inaceitável que no Brasil, país adepto da Organização Mundial dos Direitos Humanos o país se encontre tão despreparado para lidar com esse doloroso desafio.
Em segunda análise, é cabível mencionarmos as decorrências dessa problemática. A série "13 reasons why", exibida pela Netflix, relata a história de Hannah Baker, que tem uma foto íntima sua espalhada pela escola e consequentemente é alvo de assédio e humilhações, tais acontecimentos levam ela à depressão e ao suicídio. De maneira análoga, diversos jovens sofrem agressões físicas e/ou verbais, sentem medo e desenvolve doenças psicológicas. Por essa razão, é inadmissível que no Brasil, país subdesenvolvido e o maior da América do Sul, as autoridades governamentais assistam tal cenário de maneira passiva.
Portanto, para que as prescrições constitucionais não estejam apenas embasados na teoria, mas se torna em medidas práticas, é necessário uma intervenção urgente. Logo, é dever do Ministério de Educação, promover projetos voltados à conscientização dos indivíduos acerca de tal temática abordada, com a finalidade de informar aos alunos acerca das sequelas e o impacto do bullying na vida de todos, através de palestras em escolas e com a ajuda de profissionais da área da psicologia. Espera-se assim, que histórias como a de Hannah Baker, fiquem apenas no mundo fictício.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Material para estudar: https://vestibular.brasil[…]

Alguém corrige meu texto?

vc escreve muito bem parabéns!! eu achei d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM