• Avatar do usuário
#68507
A constituição Federal de 1988, documento Jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6º, o direito a moradia e lazer como inerente a todo cidadão brasileiro.
Nas grandes cidades como São Paulo o percentual de moradores de rua vem crescendo ao longo dos anos.
Entre a população que vivem nas ruas os homens predominam com 82% entre 20 e 44 anos, a metade dos desabrigados nunca frequentou a escola e 63% nunca concluíram o ensino médio. Essa falta de moradia ocorre por vários fatores como problemas econômicos, desemprego e até embaraços familiares, dependência química.
Diante desta perspectiva, faz- se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo Jon Locke, configura-se com uma violação do " Contrato Social", já que o Estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como, moradia, lazer, assistência básica, o que infelizmente é evidente no país. Ademais é fundamental apontar que os sem- teto não tem apoio psicológico no Brasil, logo é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Por tanto, à necessidade de se combater esse obstáculos. Para isso é imprescindível que o Governo, funde ongs para recolher os mendícantes, dando oportunidade de trabalho, fornecendo atendimento psicológico.
Assim se consolidará uma sociedade com direitos á todos, onde o Estado desempenha corretamente seu " Contrato Social ", tal como afirma Jhon Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema, sem clareza, ou não articulada com a discussão desenvolvida no texto.

#68515
RhayaneNunes escreveu:A constituição Federal de 1988, documento Jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6º, o direito a moradia e lazer como inerente a todo cidadão brasileiro.
Nas grandes cidades como São Paulo o percentual de moradores de rua vem crescendo ao longo dos anos.
Entre a população que vivem nas ruas os homens predominam com 82% entre 20 e 44 anos, a metade dos desabrigados nunca frequentou a escola e 63% nunca concluíram o ensino médio. Essa falta de moradia ocorre por vários fatores como problemas econômicos, desemprego e até embaraços familiares, dependência química.
Diante desta perspectiva, faz- se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo Jon Locke, configura-se com uma violação do "Contrato Social", já que o Estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como, moradia, lazer, assistência básica, o que infelizmente é evidente no país. Ademais é fundamental apontar que os sem- teto não tem apoio psicológico no Brasil, logo é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Por tanto, à necessidade de se combater esse obstáculos. Para isso é imprescindível que o Governo, funde ONGs para recolher os mendicantes, dando oportunidade de trabalho, fornecendo atendimento psicológico.
Assim se consolidará uma sociedade com direitos á todos, onde o Estado desempenha corretamente seu "Contrato Social", tal como afirma Jhon Locke.
Preconceito Linguístico

Conforme o poema "Pronominais" de Oswald[…]

Segundo dados do relatório Livre para Menst[…]

eurodrigo anasilva1 Bia2201 3m1ly Gi[…]

Atualmente os jovens estão se sentido press[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM