Avatar do usuário
Por gustavokw
Quantidade de postagens
#130184
No livro "O Contrato Social", Jean-Jacques Rousseau afirmou que o Estado, mediante legalidade, deve assegurar a harmonia do corpo social e garantir as vontades da comunidade. Todavia, no Brasil, a persistência do trabalho análogo a escravidão apresenta divergência em relação à tese do filósofo, uma vez que não há medidas para combater tal problemática. Nesse sentido, deve-se abordar dois aspectos causadores do imbróglio a ineficácia das esferas de poder assim como a exclusão social.
A princípio, é importante ressaltar que a falta de ação do Estado tem dificultado a melhoria da persistência do trabalho análogo a escravidão. Além disso, é importante destacar o fator governamental. Em "O Leviată", Thomas Hobbes defendeu a ideia de que, em troca de segurança e bem-estar, todos deveriam entregar a sua liberdade a um governo. No entanto, no Brasil contemporâneo, o trabalho realizado em situações de precariedade não atendem a ideia do autor. Isso porque, a Máquina Estatal não cumpre com suas responsabilidades. Dessarte, as autoridades competentes têm papel fundamental na perpetuação do revés.
Ademais, é de suma importância destacar a presença do corpo social como mantedor do problema. No artigo 5° da Constituição Federal afirma que todos somos iguais perante à lei. Fora do documento, percebe-se que há a quebra deste artigo, a partir que os trabalhadores que enfrentam a persistência da analogia a escravidão, não abdicam dos mesmos direitos do resto da população, tendo em vista horas de trabalho abusivas e baixo salário. Destarte, analisar criticamente as relações sociais de um povo é essencial para diminuir o viés.
É notório, urge que o Estado tome providências para atenuar o impasse. Logo o Ministério das comunicações - órgão responsável pelos serviços de telecomunicações - por meio de coparticipação de canais de alta audiência, deve elucidar o assunto. Com isso, de maneira mais detalhada, um agente de segurança no trabalho, no canal de transmissão, deve responder aos questionamentos sobre o imbróglio. Dado isso, as finalidades serão cobrar a atuação do Governo e orientar os espectadores a respeito do trabalho análogo a escravidão. Nesta perspectiva, o Brasi poderá proporcionar o bem-estar social proposto por Rousseau.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido.
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
226 Exibições
por Carol25
0 Respostas 
173 Exibições
por gyosz
Trabalho doméstico análogo ao escravo
por naybz    - In: Outros temas
0 Respostas 
75 Exibições
por naybz
Trabalho análogo ao escravo
por ryanods    - In: Outros temas
0 Respostas 
78 Exibições
por ryanods
0 Respostas 
89 Exibições
por brunalmeidal
0 Respostas 
92 Exibições
por Flicker2307
5 Respostas 
192 Exibições
por mari799
0 Respostas 
58 Exibições
por amanuella
0 Respostas 
40 Exibições
por Clariene
1 Respostas 
274 Exibições
por Julia1964

Segundo o empresário estadunidense Steve Jobs: &qu[…]

O livro "Utopia", do escritor inglês Tho[…]

A lei seca foi implementada com o intuito de evita[…]

EXCLUIR REDAÇÃO!!!

Você poderia excluir a minha primeira redação de &[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!