• Avatar do usuário
#81433
Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), no artigo 227 prevê ser dever da família, sociedade e Estado assegurar a criança e o adolescente o direito à segurança e colocá-los a salvo de toda forma de violência ou opressão. Contudo, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase, na prática, dificultando desse modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater a violência infanto-juvenil. Diante dessa contínua violência, vemos uma juventude psicologicamente desestabilizada, abdicando a própria vontade de sonhar, no uso das drogas. Conforme os ideais do filósofo contratualista John Locke, essa conjuntura configura-se como uma violação do "contrato social", já que o Estado não cumpre sua função de garantir as crianças e aos adolescentes em geral, desfrutem desse direito indispensável, a segurança.
Ademais, é fundamental apontar a falta de acompanhamento da família e sociedade, como impulsionador dessa repercutida violência no Brasil. Em conformidade com o Asfia, foram assassinados trinta e cinco mil, setecentos e oitenta e três jovens em 2017. Diante desse tal exposto fato, é notório a falta de cuidado e preocupação da família e sociedade para com os jovens. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Compreende-se, portanto, a necessidade de combater esses obstáculos. Para isso, deve o Governo, por intermédio de ações e projetos sociais acompanhar a rotina dos jovens, fazendo ele voltar sua atenção para o que o fará bem no presente e no futuro, de modo a tirá-los de situações de risco e vulnerabilidade. Assim, se consolidará uma sociedade resguardada, onde o Estado desempenha corretamente seu "contrato social", tal como afirma John Locke.  
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM