• Avatar do usuário
#65900
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico de maior hierarquia do país, prevê em seu artigo 5° que perante a lei, todos os cidadãos são iguais. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se trata da desigualdade de gênero. A submissão da mulher em uma sociedade patriarcalista é um fato que tem origens históricas, e permeia no hodierno cenário brasileiro.
Em uma primeira análise, percebe - se o descaso do governo quando se trata da erradicação da violência de gênero no país. Apesar da existência da Lei Maria da Penha - que tem como objetivo coibir, prevenir e erradicar a violência doméstica - os casos de feminícidios aumentam significativamente. Além disso, muitas mulheres tem medo de reportar às agressões as autoridades, pois, se construiu ao redor delas uma cultura de medo, na qual o sexo feminino prefere se calar do que pedir ajuda e ser ignorada.
As mulheres são objetificadas e colocadas em posição inferior ao homem e são "educadas" pela sociedade de forma misógina. " O mais escandaloso dos encândalos é que nos habituamos a eles." A afirmação, atribuída à filosofa francesa Simone de Beauvoir, pode ser facilmente aplicada a questão, já que mais escandalosa que a ocorrência das agressões é o fato da população se habituar a essa realidade.
Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar. Para que haja mudanças significativas, é necessário que o governo puna mais severamente aqueles que desrespeitam a integridade física e moral da mulher. Ademais, é preciso que a mídia utilize do seu poder de propagação de informações para difundir campanhas de oposição à violência contra o sexo feminino, criando assim, uma rede de apoio, para mulheres que são oprimidas. A partir dessas ações, espera - se que o fim da violência contra a mulher, deixe de ser uma utopia para o Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM