Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#10032
A perpetuação da violência imposta ao sexo feminino não é uma realidade exclusiva do século atual; visto que na época medieval as mulheres eram obrigadas a seguir padrões abusivos para satisfazer as necessidades rotuladas da idade média. Na obra “Utopia”, do escritor inglês Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. No entanto, o que se observa na realidade contemporânea é o oposto do que o autor prega, uma vez que a persistência da violência contra as damas apresenta barreiras, as quais dificultam a concretização dos planos de More. No Brasil esse cenário antagônico é fruto tanto do machismo velado, quanto da falta de conhecimento das mulheres em relação aos seus direitos de proteção. Diante disso, torna-se fundamental a discussão desses aspectos, a fim do pleno funcionamento da sociedade.
Precipuamente, é fulcral pontuar que os perenes picos de crimes contra as pessoas do sexo feminino deriva da baixa atuação dos setores governamentais, no que concerne à criação de mecanismos que coíbam tais recorrências. Segundo o pensador Thomas Hobbes, o estado é responsável por garantir o bem-estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Devido à falta de ação das autoridades, o machismo velado maquia os hábitos abusivos de alguns cidadãos o que acarreta no desconforto e na falta de segurança para as mulheres, visto que, os comportamentos machistas e até mesmo patriarcais deixam as damas à mercê de comentários e atitudes com teor de assedio, consequentemente as mesmas se sentem coagidas. Desse modo, faz-se mister a reformulação dessa postura estatal de forma urgente.
Ademais, é imperativo ressaltar a falta de conhecimento das mulheres em relação aos seus direitos de proteção como promotor do problema. Partindo desse pressuposto, é perceptível que existem damas que não se embasam da Lei Maria da penha, por não compreenderem efetivamente os seus efeitos ou até mesmo por receio de se expor diante da sociedade, por conta disso, alguns homens se apoiam de tais fragilidades femininas e cometem atos de violência. Tudo isso retarda a resolução do empecilho, já que a falta de coragem e de conhecimento da eficácia do direito de proteção, contribui para a perpetuação desse quadro deletério.
Portanto, medidas exequíveis são necessárias para conter o avanço da problemática na sociedade brasileira. Dessarte, com o intuito de mitigar a persistência da violência contra as mulheres, necessita-se, urgentemente, que o Tribunal de Contas da União direcione capital que, por intermédio do ministério da justiça e segurança, será revertido em investimentos para fortalecimento de políticas públicas que apresentem agilidade no processo protetivo das mulheres, como por exemplo: Criação de centro comunitários e delegacias para as damas em todos os bairros brasileiros. Tais medidas devem ser adotadas através de reuniões e palestras entre os líderes dos estados, onde deverão ser esclarecidas as adversidades em relação aos direitos femininos. Também é pertinente que os meios midiáticos invistam em divulguem com maior frequência campanhas publicitárias, incentivando a população a denunciar os atos de violências contra as mulheres. Desse modo, atenuar-se-á, em médio e longo prazo, o impacto nocivo da resistência na violação dos crimes contra as mulheres, e a coletividade alcançará a Utopia de More.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 183

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 186

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 188

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#10041
Excelente redação! Porém, alguns pontos precisam ser ajustados. Vamos lá:
C1: 200
C2: 160 Você repetiu 4 vezes a palavra "Damas", procure explorar mais os sinônimos, infelizmente alguns corretores pegam no pé com isso.
C3: 200
C4: 160 Procure manter o padrão de 3 a 4 períodos por parágrafo, assim você evita parágrafos muito longos, pois seria o ideal você manter o padrão de 7 a 8 linhas em cada um deles. E também, busque inserir sempre um conectivo após um ponto final a fim de costurar o texto. Na introdução, no desenvolvimento 1 e na conclusão ficou faltando.
C5: 200 Cumpriu tudo! No entanto, você fez um paragrafo muito longo, arrodeou demais e alguns corretos não gostam disso, seja o mais objetivo possível em menos linhas.
Parabéns pela redação, você vai longe!

EllyAraujo Esse tipo de redação p[…]

Karl Marx acertou ao afirmar que é preciso […]

A pandemia da peste negra no século XIV afe[…]

No filme Vidas Partidas, conta a história d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM