Avatar do usuário
Por laradesk
Quantidade de postagens
#128588
Fiz essa redação semana passada!

No longa-metragem “Acusados” de 1988, a protagonista Sarah Tobias é violentada por três homens e busca justiça ao classificar sua advogada como ineficaz para tal. Além da ficção, a realidade de muitas mulheres brasileiras assemelha-se àquela da personagem, por sofrerem diversos tipos de agressão frequentemente. Em aproximada análise, constata-se que o fato se deve à educação cultural dos homens e à falta de intervenção das pessoas ao tomarem conhecimento desse tipo de situação.
Em primeiro lugar, é relevante destacar como a parcela masculina da população é instruída em seus anos de formação. O sociólogo Émile Durkheim defendia que a sociedade possui influência direta nos valores, comportamento e pensamento do indivíduo. Logo, percebe-se que o modo que o corpo social normaliza a brutalidade para com as cidadãs é consolidado na mente dos meninos em crescimento.
Ademais, a ausência de ações daqueles que adquirem noção dos ocorridos agrava fortemente o cenário. A filósofa Hannah Arendt traz o conceito de banalização do mal, em que a massa está demasiadamente alienada, ao que acaba por tratar com indiferença as problemáticas do seu meio. Desta forma, a carência de reações diante da violência contra mulheres robustece tal adversidade, colocando em risco o bem-estar social.
Assim sendo, a necessidade de providências para alterar esta realidade é iminente. O Governo Federal tem de implementar campanhas de conscientização aos homens e aos pais de crianças, e também outras de incentivo à sociedade, por meio das mídias sociais e televisivas, para a manutenção cultural em relação à questão levantada, com periodicidade elevada. Deste modo, as tribulações de Sarah em “Acusados” não serão espelhadas para a vida da população feminina brasileira.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido.
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido.
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
203 Exibições
por mariaasouzx
0 Respostas 
57 Exibições
por anxlks
0 Respostas 
54 Exibições
por kamilly1
0 Respostas 
53 Exibições
por Kethy17
0 Respostas 
40 Exibições
por Tauany27
0 Respostas 
82 Exibições
por muricotaa
0 Respostas 
49 Exibições
por GilderlaneSS
0 Respostas 
73 Exibições
por profkati
0 Respostas 
76 Exibições
por Lucas15
0 Respostas 
45 Exibições
por Jhonatas69

A obra "Abaporu", da pintora Tarsila do […]

Na obra "Utopia", do escritor inglês Tho[…]

Racismo

Histórias, registros, escritos, não é conto, nem f[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM