• Avatar do usuário
#71159
Com restrições da pandemia, o aumento de violencia contra a mulher é fenômeno mundial. De forma análoga, no Brasil, com a determinação da quarentena os casos de violência doméstica e feminícidio aumentaram. É lastimável que, no país signatário da Lei Maria da Penha, ainda ocorra casos de violência contra a mulher. Isso se evidência não só por questões de gênero, mas também pela hierarquia social. Sob esse aspecto, convém analisarmos as principais causas relacionadas à esse ímpasse.
Diante desse cenário, é possível destacar a questão de gênero como um dos principais fatores relacionados a persistência da agressão no país, visto que muitas mulheres ficaram dependentes de seus maridos por terem perdido emprego durante a pandemia do covid-19. De acordo com o Portal de Notícias G1, o confinamento levou o aumento de denúncias para as autoridades. No entanto, afirma a notícia que grande número de casos são absolvidos. É, portanto, inaceitável a impunidade que prevalece no Brasil diante de tal desrespeito cometido contra essas cidadãs.
Além disso, a hierarquia social corrobora para esta circunstância, fazendo com que mulheres sejam enxergadas como seres "frágeis", "inferiores" e até mesmo "culpadas", por terem uma sentença inversa, promovendo o homem como vítima da situação. Segundo o Portal de Notícias G1, o Brasil fica em 7° lugar no ranking dos países com mais mortes de mulheres vítimas de agressão. É, desse modo, contraditório que a nação brasileira que declara em sua Constituição Federal, em seu artigo 5°, a igualdade de todos perante a lei, não garanta a rigor esse regulamento.
Portanto, observam-se em nosso tecido social os obstáculos para com a proteção da mulher. Nesse sentido, o Ministério da Justiça e Segurança pública em conjunto com a mídia, deve promover a ação de campanhas para intensificar as denúncias dos casos de agressão, e, por meio de um projeto de artes marciais para defesa pessoal, qualificar a mulher afim de que ela possa bloquear a atitude do agressor, obtendo tempo para efetuar a denúncia, ficando em segurança até que a ordem superior chegue no local para tomar as medidas necessárias. Com isso será possível conscientizar e quebrar o paradigma de mulher indefesa, reprimindo a atitude do agressor e denunciando, teremos um Brasil mais promissor para as mulheres.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM